Homem invade academia e abre fogo em Coral Gables

Tiroteio aconteceu no Shops at Merrick Park e deixou um morto e pelo menos dois feridos

0
70072
Polícia interditou o shopping por pelo menos meia hora

DA REDAÇÃO, COM MIAMI HERALD – Um homem abriu fogo dentro da academia de fitness Equinox, que fica no shopping center Shops at Merrick Park, em Coral Gables. O tiroteio foi por volta de 1 p.m.  de sábado (8) e deixou um morto e dois feridos, informou a polícia.

A polícia disse que o morto é provavelmente o próprio atirador, que teria se suicidado depois de atirar. Testemunhas disseram que a academia já identificou o atirador como sendo um dos seus professores, Abeku Wilson. Os feridos são a gerente geral Janine Ackerman e outro professor, Mario Hortis. Testemunhas disseram que Hortis estava consciente quando foi levado para o hospital, mas que a gerente não se movia.

Testemunhas ainda disseram que tudo começou quando um homem vestido com o uniforme de personal trainer da Equinox (short e camisa pretos) apareceu na entrada principal da academia, sacou um revólver e apontou para um homem detrás do balcão e começou a atirar. Foram pelo menos cinco tiros.

Um homem que estava na academia quando começaram os tiros desse conhecer o atirador. “Sujeito legal, tranquilo. Não é doido. Não parecia ser alguém capaz de matar um monte de pessoa”, disse.

Momentos depois dos tiros a polícia de Coral Gables invadiu o Merrick Park, que fica no 358 da San Lorenzo Ave, e cercou lojas e restaurantes do mall. A porta-voz da polícia, Kelly Denham, disse que à 1:45 p. m. tudo já estava liberado.

“Uma mulher que estava na academia entrou correndo na loja dizendo que ouviu tiros e que havia um homem numa poça de sangue”, disse ao jornal Miami Herald Lily Kubli, funcionária da loja de móveis brasileiros Artefacto, que fica no Merrick. Lily disse ainda que um alarme soou quinze minutos depois e a polícia disse para ninguém sair das lojas.

Cerca de 100 pessoas almoçavam na hora dos tiros no restaurante Yard House. “As pessoas correram para dentro e se esconderam debaixo das mesas”, disse o gerente Tim Hartog ao Herald. “Uma loucura”.

A polícia de Miami-Dade investiga o crime.