Homem que tentou matar Papa é libertado na Turquia

Mehmet Ali Agca deixa a prisão após ter cumprido 25 anos de pena

0
1029

As autoridades turcas soltaram nesta quinta-feira (12/01) Mehmet Ali Agca, que tentou assassinar o Papa João Paulo II em 1981, na Praça de São Pedro, em Roma. Mais de 200 jornalistas e curiosos aguardavam sua liberação na porta da prisão de Kartal, em Istambul.

Mehmet Ali Agca, de 48 anos, foi beneficiado por uma lei de anistia. Ele fora condenado a prisão perpétua pelo assassinato de um jornalista em 1979. A saída de Agca da prisão não significa sua liberdade total, já que ele ainda precisa acertar uma dívida com o governo turco: cumprir o serviço militar.

Agca foi levado a um centro de recrutamento militar para realizar exames médicos.

Pelo atentado contra o Papa, Agca também foi condenado à prisão perpétua na Itália. João Paulo II o perdoou em 1983, ao visitá-lo na cadeia. Após ficar quase 20 anos preso, ele foi absolvido na Itália e extraditado para a Turquia em 2000.

De acordo com a imprensa turca, Agca deixou a cadeia dizendo querer escrever uma “nova Bíblia” e sonhando com um encontro com Bento XVI, o sucessor de João Paulo II, ainda este ano.

O ministro da Justiça da Turquia, Cemil Cicek, disse que vai apelar da decisão de libertar Agca. “Como ministro da Justiça, eu vou pedir que a Corte de Apelação examine a libertação de Agca”, afirmou Cicek em Istambul, acrescentando que a soltura de Agca, ocorrida na manhã desta quinta-feira, não significa que ele não poderá ser preso novamente sob as mesmas acusações.