Ian atravessa Cuba como um poderoso furacão Categoria 3 e segue rumo à Flórida

Depois de passar por Cuba, a maioria das previsões meteorológicas aponta que Ian se converterá em um furacão de Categoria 4 nas águas do golfo do México e se enfraquecerá pouco antes de chegar à Flórida

0
2165
Segundo o NHC, Ian atravessou a província cubana de Pinar del Río em direção ao norte a uma velocidade de 12 milhas por hora com ventos máximos sustentados de 125 mph (Imagem: clickondetroit.com)
Segundo o NHC, Ian atravessou a província cubana de Pinar del Río em direção ao norte a uma velocidade de 12 milhas por hora com ventos máximos sustentados de 125 mph (Imagem: clickondetroit.com)

O furacão Ian bateu no ocidente de Cuba por volta das 4:00 a.m. desta terça-feira (27) como um poderoso furacão Categoria 3. Conforme adiantou o Instituto de Meteorologia da ilha, o olho do furacão atingiu a localidade de La Coloma, na província de Pinar del Río.

Segundo o Centro Nacional de Furacões (NHC), Ian chegou com ventos máximos sustentados de 125 milhas por hora.

O NHC advertiu que o impacto do Ian em Cuba pode ser “significativo” e gerar um maremoto. Na Flórida, espera-se que pode chegar na quinta-feira (29). O estado já está em alerta de furacão.

A televisão nacional cubana, citada pela agência estatal Prensa Latina, divulgou pouco antes da chegada do furacão Ian à ilha “grandes danos” ao serviço elétrico de Pinar del Río em meio aos fortes ventos e intensas precipitações pluviométricas.

Após passar sobre Cuba, o prognóstico do Centro Nacional de Furacões indica que Ian se desacelerará sobre o golfo do México, onde aumentará de tamanho e força até alcançar Categoria 4.

No golfo, ele deve girar para o nordeste em direção à península da Flórida. Espera-se que vá perdendo força e atinja território americano como Categoria 3 na quinta ou sexta-feira (30).

A previsão é que o olho entre pela baía de Tampa, que não sofre o impacto direto de um furacão Categoria 3 ou maior desde 1921.

Na baía de Tampa se prevê uma maré de até 10 pés e 10 polegadas de chuva, com zonas isoladas que podem chegar às 15 polegadas, suficiente para inundar zonas costeiras baixas.

O Centro Nacional de Furacões (NHC) estendeu em seu boletim das 5:00 a.m. o alerta pelo furacão na costa oeste da Flórida.

A medida, que significa esperar condições de furacão e acelerar as medidas de proteção, abrange agora desde Anclote River, ao norte da baía de Tampa, até Bonita Beach, entre Fort Myers e Naples.

O NHC situava o olho do Ian sobre o ocidente de Cuba, onde se estimava ter batido na ilha por volta das 4:30 a. m. na localidade de La Coloma.

Segundo o NHC, Ian atravessou a província cubana de Pinar del Río em direção ao norte a uma velocidade de 12 milhas por hora com ventos máximos sustentados de 125 mph.