ICE prende jamaicano que compareceu à audiência de trânsito em NY

Homem foi intimado por estar dirigindo sem carteira de motorista e foi detido; na cidade, 19 pessoas foram presas este ano ao saírem de audiências

0
4224
Agentes do ICE
Agentes do ICE

O U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) prendeu o jamaicano Najee Antonio Clarke em New York depois que ele compareceu à uma audiência de trânsito no dia 16 de junho. De acordo com informações divulgadas pelo ICE, Clarke entrou nos EUA com visto de turista em junho de 2010 e permaneceu (overstayed) no país depois de expirada sua permanência.

O jamaicano foi detido no dia 6 de maio pelo Metropolitan Transit Authority Police Department (MTAPD) por dirigir sem habilitação, ele foi solto depois de pagar fiança e não foi entregue ao ICE, já que NY é considerada uma ‘cidade santuário’ para imigrantes.

Mas Clarke não conseguiu escapar do ICE.  Sua audiência de trânsito foi marcada para o dia 16 e os agentes o prenderam.

A mãe de Clarke, em entrevista ao NY1, disse que seu filho não é um criminoso violento e que ela teme que ele seja deportado. “Ainda não tive coragem de contar aos seus irmãos menores. Não consigo comer, não consigo dormir”, disse a mãe do imigrante.

Segundo o site, 19 pessoas já foram presas em New York nas mesmas circustancias: depois de aparecerem na Corte para responderem por pequenas infrações.

Advogados e entidades favoráveis à causa imigrante acusam a Cidade de NY de não estar cumprindo o papel de defender os imigrantes indocumentados.  De fato, a cidade admite que funcionários da Corte ajudam o ICE. “Eles escondem o crachá do ICE e perguntam na Corte. Por favor, você sabe me informar quem é fulano de tal? Você pode me mostrar quem é ele e onde ele está? E daí prende o imigrante”, disse Stan German, director executivo do New York County Defender Services.

No ano fiscal de 2016, o ICE deportou 240,255, desses 175 mil por atravessando a fronteira ou pouco depois de atravessar. Os demais foram presos por estarem ilegais nos EUA.