Idosos com mais de 75 anos e trabalhadores essenciais serão os próximos a tomar a vacina

Este grupo de trabalhadores essenciais inclui professores, agentes penitenciários, trabalhadores de supermercados, funcionários do transporte público entre outros

0
662
Estima-se que cerca de 30 milhões de pessoas sejam vacinadas nesta segunda leva (foto: flickr)
Condado planeja incluir novos grupos de indivíduos no plano de imunização (foto: OMS/ONU)

Assim que saiu o anúncio de que a Food and Drug Administration (FDA), aprovou o uso emergencial de mais uma vacina contra a covid-19 nos EUA – desta vez do laboratório Moderna- um comitê consultivo do governo federal se reuniu para definir o segundo grupo a ter prioridade na imunização.

Dos 14 membros do painel, 13 votaram para que trabalhadores considerados essenciais e adultos acima de 75 anos sejam os próximos.

O Centers for Disease Control (CDC) define como trabalhadores essenciais os professores, funcionários de creches, agentes penitenciários, trabalhadores de supermercados e setor agrícola, funcionários dos serviços de transporte público e serviços postais.

Estima-se que cerca de 30 milhões de pessoas sejam vacinadas nesta segunda leva.

O comitê também antecipou a composição do 3º grupo a obter acesso às vacinas que deve abranger quase 130 milhões de americanos: mais trabalhadores de áreas essenciais e pessoas de 18 a 64 anos com condições médicas de alto risco.

Este segundo grupo de trabalhadores essenciais inclui pessoas que trabalham no setor de finanças, tecnologias, energia elétrica, fornecimento de água, coleta de lixo, entre vários outros. Veja aqui a relação completa.

Para selecionar os grupos prioritários, os membros do comitê têm buscado identidicar os mais vulneráveis e os mais expostos ao vírus.

Os primeiros na lista a receberam a vacina são os trabalhadores do setor de saúde e idosos que vivem em casas de repouso.

Vale destacar que essa é uma recomendação em nível nacional, sendoque cada estado pode definir seus grupos seguindo critérios próprios.