Imigração gasta milhões de dólares com deportação de crianças

Entre 8 de junho de 2014 a 30 de setembro de 2015 o ICE gastou $4.8 milhões em voos comerciais para as crianças

0
1376
Crianças centro-americanas protestam contra a deportação de menores
Crianças centro-americanas protestam contra a deportação de menores

DA REDAÇÃO (com Agências) – A administração Obama já gastou pelo menos $18.5 milhões para deportar de avião as crianças desacompanhadas detidas quando tentavam cruzar clandestinamente a fronteira dos EUA. Os números, fornecidos ao website FoxNews.com pelo Subcomitê do Senado, foram providos pelo Departamento de Imigração (ICE) em resposta às perguntas feitas pelo Senador Ted Cruz (R-TX). Os índices trazem à luz a extensão do programa que tem chamado a atenção não somente de legisladores, mas dos tribunais federais devido à preocupação de que o governo esteja “ajudando” os traficantes de seres humanos (coiotes). As informações são do Brazilian Voice.

“Isso demonstra o quanto é falha a nossa abordagem no cumprimento das leis migratórias durante a administração Obama”, comentou um ajudante do Senado que teve acesso às perguntas enviadas à diretora do ICE, Sarah Saldana, e suas respostas.

A administração, que ainda luta contra a onda de imigrantes centro-americanos que cruzam clandestinamente a fronteira dos EUA com o México e tem se esforçado para manter a segurança dos menores, tem considerado a estratégia usada apropriada. Entretanto, a estratégia tem saído caro para os cofres do governo.

Os cálculos do ICE revelam que entre 8 de junho de 2014 a 30 de setembro de 2015 o órgão gastou $4.8 milhões em voos particulares para as crianças. O ICE não soube informar os valores gastos em períodos anteriores. Entre março de 2009 a 30 de setembro de 2015, o órgão gastou $13.7 milhões em voos comerciais para os menores desacompanhados utilizando verba destinada ao ICE.

“Enquanto o ICE gastou milhões do dinheiro do contribuinte voando esses imigrantes jovens para seus destinos escolhidos, o órgão não tomou nenhuma ação contra os membros ilegais de suas famílias que pagaram para tê-los contrabandeados aos Estados Unidos”, acrescentou.

Abrigo em Homestead

O sul da Flórida já tem um abrigo preparado para receber 800 crianças desacompanhadas dos pais vindas da América Central, mais especificamente, da Guatemala, Honduras e El Salvador. As crianças começarão a chegar nos próximos dias a Homestead.

Centenas de agentes foram treinados para cuidarem das crianças, entre psicólogos, enfermeiros, assistentes sociais e professores. “Muitas crianças chegam traumatizadas e algumas já foram abusadas sexualmente. Eles escaparam de traficantes e gangues perigosas em seus países”, disse um dos responsáveis pelo abrigo que irá receber crianças entre sete e 18 anos.