Imigração ilegal também termina em mortes no Mediterrâneo

Vítimas eram africanas e viajavam em bote de borracha

0
305
Mais de 3 mil imigrantes já morreram durante a travessia ilegal pelo Mediterrâneo (Foto: Marcus Drinkwater/Anadolu Agency)
Mais de 3 mil imigrantes já morreram durante a travessia ilegal pelo Mediterrâneo (Foto: Marcus Drinkwater/Anadolu Agency)

O naufrágio de um bote de borracha  no Mar Mediterrâneo, próximo ao litoral da Itália e da Ilha de Malta pode ter resultado na morte de vários imigrantes que tentavam chegar à Europa. O corpo de uma mulher grávida já foi encontrado, mas há pelo menos 30 pessoas desaparecidas, entre elas oito crianças e bebês. A embarcação levava cerca de 100 africanos, de países como Camarões e Togo.

Pelo menos 71 pessoas foram resgatadas por uma equipe da ONG Médicos Sem Fronteiras (MSF) e estão agora em um navio cargueiro à espera de autorização para o desembarque, provavelmente na Itália. “Foi um pesadelo. Alguns chegaram a ficar no mar por quase 19 horas, mas infelizmente não conseguimos salvar todos”, afirmou Riccardo Gatti, que coordenou o resgate. De acordo com um relatório divulgado pela ONU, mais de três mil pessoas morreram em 2021 tentando chegar à Europa por meio de rotas marítimas no Mediterrâneo.