Inflação de maio nos EUA tem maior alta desde agosto de 2008

De acordo com US Bureau of Labor, em maio os preços ao consumidor tiveram alta de 5% nos últimos 12 meses, a mais alta desde agosto de 2008

0
631
Preços de mercadorias em supermercados aumentaram (Foto U.S. Air Force photo by Airman 1st Class Alexandre Montes)

Você já deve ter notado que as idas ao supermercado estão ficando cada dia mais caras. Os preços dos alimentos estão mais altos, as pessoas estão desistindo de fazer aquele churrasco no fim de semana porque o pound da picanha está mais de $7. A razão para esse aumento é a inflação que chegou a 5% em maio comparando com os últimos 12 meses, segundo o US Bureau of Labor Statistics. Esse é o maior aumento registrado desde agosto de 2008.

Esse índice mede os gastos com alimentação, energia elétrica, despesas domésticas, entre outros gastos do dia a dia. Em abril, o aumento dos preços ao consumidor chegou a 4.2%. Em janeiro, a inflação estava estável a 1.4%.

Segundo os economistas, esse aumento era esperado no período em que a pandemia do coronavírus está controlada devido ao aumento no consumo e aquecimento da economia.

“O aumento dos preços ao consumidor foi impulsionado em grande parte por categorias que foram fortemente atingidas pela pandemia e permanecem sob pressão de interrupções na cadeia de suprimentos”, disse Eric Wingorad, economista sênior da Alliance Bernstein. “Na minha opinião, essa situação é transitória e, por enquanto, não há razões para se preocupar”.  

O levantamento mostrou ainda que os preços de carros usados e caminhões tiveram reajuste de 7.3% em maio e 29.7% nos últimos 12 meses. (Com informações da CNBC)