Intensa onda de calor atinge EUA e coloca mais de 60 milhões em alerta

Ondas de calor são comuns no país nesta época do ano, porém, elas ficaram até 10°F mais quentes nas décadas recentes, informou o NWS

0
1267
No Centro-Oeste, os estados do Arizona, Colorado, Nevada e Califórnia registraram temperaturas acima dos 100 °F no final de semana (foto: Pixabay)
Arizona, Colorado, Nevada e Califórnia registraram temperaturas acima dos 100 °F no final de semana (foto: Pixabay)

O verão nos EUA começa oficialmente em oito dias, mas uma forte onda de calor já chegou a algumas regiões do país e colocou pelo menos 60 milhões de pessoas em alerta.  No Centro-Oeste, os estados do Arizona, Colorado, Nevada e Califórnia registraram temperaturas de três dígitos no sábado (11). Em Phoenix (AZ), a máxima foi 114°F, igualando o recorde registrado em 1918. Já no Vale da Morte (CA), cuja temperatura mais alta já sentida foi 134°F há mais de um século, o calorão chegou a 122°F.

O National Weather Service (NWS) recomendou às pessoas evitarem sair de casa nas horas mais quentes, beberem muita água e usarem chapéus e protetores solares. Como é de costume para essa época do ano, vários abrigos climatizados foram abertos para receber, principalmente, crianças pequenas, idosos e indivíduos com condições de saúde delicadas. As ondas de calor nos EUA são comuns para essa época do ano, porém, elas ficaram até 10°F mais quentes nas décadas recentes, informou o meteorologista Robert Oravec, do NWS, à NPR News.

De acordo com Oravec, a onda de calor começa a cruzar o vale do rio Mississippi em direções ao leste no início da semana.  Isso significa que os estados de North e de South Carolina, Virginia, Ohio e Pensilvânia vão começar a identificar as altas temperaturas até quarta-feira (15). Enquanto New Jersey, New York, Massachusetts, Connecticut, Rhode Island, Vermont, New Hampshire e até Maine sentirão o clima esquentar mais no sábado.