Iota atinge a costa da Nicarágua como furacão categoria 5

A região da América Central que envolve Nicarágua, Honduras, Guatemala e El Salvador ainda se recupera dos efeitos catastróficos do furacão Eta, que até o momento fez 150 vítimas fatais na região

0
836

Iota atingiu a Nicarágua, na América Central, na noite desta segunda-feira (16), como um furacão de categoria 5. O mais forte até o momento da temporada 2020.

Segundo o National Hurricane Center (NHC), Iota aterrissou na América Central com ventos constantes de 165 mph, chuvas torrenciais e ondas de até 20 pés de altura.

De acordo com projeções do NHC, o olho do furacão se deslocou da Nicarágua e agora segue em direção a Honduras, sendo que os efeitos devastadores da tempestade estão sendo sentidos também na Guatemala.

A região, ainda não se recuperou da passagem do furacão de categoria 4 Eta, que até o momento já fez cerca de 150 vítimas mortais, número que continua aumentando.

El Salvador e Panamá também enfrentam chuvas de 10 a 20 centímetros, com áreas isoladas possivelmente atingindo até 30 centímetros. A Costa Rica terá entre 3 e 5 polegadas, podendo chegar a até 10 em algumas áreas isoladas, informou o NHC.