Irma destruiu 25% das casas na região da Flórida Keys, diz FEMA

Estrada que liga a Flórida à região foi reaberta em partes nesta terça-feira às 7 da manhã; moradores começam a contabilizar os prejuízos

0
2058
Furacão Irma devastou a região da Flórida Keys
Furacão Irma devastou a região da Flórida Keys

Quarenta e oito horas depois da devastadora passagem do furacão Irma pela região da Flórida Keys, as autoridades começam a contabilizar os prejuízos. De acordo com o Federal Emergency Management Agency – FEMA – 25% das casas da região foram completamente destruídas e outros 65% sofreram algum tipo de dano.

“Basicamente, todas as casas nas Keys foram impactadas de alguma forma”, disse o administrador do FEMA, Brock Long. A agência informa, entretanto, que ainda não está claro o número de danos que o furacão causou na região.

O morador de Big Pine Key, Darwin Tabacco, foi entrevistado pela CNN e disse que foi um dos moradores que teve mais sorte. “Muitas pessoas perderam tudo, casas foram inteiras pelos ares. As linhas de transmissão de energia elétrica voaram pelos ares e árvores foram arrancadas com raiz e tudo. Foi terrível”, disse Darwin.

A U.S. Highway 1 foi reaberta às sete da manhã desta terça-feira na região da Flórida Keys até a milha 74.  O trecho que leva até Key West ainda está interditado.

Centenas de moradores deixaram os carros estacionados no acostamento da rodovia e tentam voltar para casa para contabilizar os prejuízos.

Furacão Irma

Irma, um gigantesco furacão que alcançou 650 milhas de leste a oeste, causou estragos em pelo menos nove estados americanos, transformando cidades como Miami em rios, arrancando fios de energia elétrica e árvores do solo.

Irma foi rebaixada a tempestade tropical na noite de segunda-feira (11), mas ainda vai causar muita chuva e alagamento na Carolina do Norte nesta terça-feira (12).

Na Flórida, duas pessoas morreram em consequência da tempestade. Um motorista morreu em um acidente de carro na State Road 417, no Condado de Orange, e outra pessoa morreu em Miami-Dade sufocada por monóxido de carbono depois de usar um gerador em ambiente fechado. No Estado, mais de 6.2 milhões de pessoas estão sem energia elétrica.

Na Géorgia, três pessoas morreram depois da passagem de Irma; na Carolina do Sul um homem de 57 anos morreu depois que uma árvore caiu sobre ele durante a tempestade.