Joe Biden escolhe Kamala Harris como candidata a vice-presidente

Se derrotarem Donald Trump, a senadora da Califórnia será a primeira mulher eleita vice-presidente dos EUA.

0
904
Kamala Harris durante sua campanha na corrida pela indicação presidencial democrata de 2020 em Los Angeles (foto: Reuters / Mike Blake)
Kamala Harris durante sua campanha na corrida pela indicação presidencial democrata de 2020 em Los Angeles (foto: Reuters / Mike Blake)

O candidato do Partido Democrata à Presidência dos EUA, Joe Biden, escolheu a senadora Kamala Harris, da Califórnia, como companheira de chapa na corrida presidencial 2020.

Caso vençam Donald Trump nas eleições de novembro, ela será a primeira mulher negra eleita a ocupar o cargo de vice-presidente dos Estados Unidos.

Kamala foi escolhida após um processo de meses que, pela primeira vez na história, incluiu apenas um grupo de mulheres. A senadora de 55 anos foi por muito tempo considerada pelos democratas como a favorita para ser a número 2 de Biden devido às suas semelhanças ideológicas com o ex-vice-presidente; a diversidade que ela traz para a chapa e sua experiência em dirigir uma campanha nacional.

Biden usou as redes sociais para anunciar o nome da vice nesta terça-feira (11). “Eu tenho a grande honra de anunciar que escolhi Kamala Harris — uma lutadora destemida pelos pequenos e uma das melhores servidoras públicas do país — como minha parceira de chapa”, escreveu.

Muitos democratas apostam que Harris irá oxigenar a candidature de Biden, principalmente entre os  eleitores negros em estados-chave como Michigan, Pensilvânia, Wisconsin e Flórida que caíram nas mãos do Partido Republicano na última eleição presidencial.

Na história das eleições americanas, apenas duas mulheres já foram candidatas a vice-presidente  na chapa de um partido importante: Geraldine Ferraro em 1984 e Sarah Palin em 2008.

 Quem é Kamala Harris

Com uma biografia política que inclui três anos e meio no Senado  e cinco anos como procurador-geral da Califórnia, Biden concluiu que Harris tem a experiência necessária para ajudá-lo a chegar ao posto de chefe do Poder Executivo dos EUA.

Senadora desde 2017, Harris chegou a se apresentar como pré-candidata à Casa Branca este ano, e liderou algumas das pesquisas internas do Partido Democrata. No entanto, foi perdendo apoio até deixar de vez a corrida presidencial. 

Ela nasceu de pais imigrantes: um pai jamaicano e uma mãe indiana, que, inclusive, se notabilizou pela pesquisa na área de câncer e como ativista de direitos civis.

Harris é formada em direito e foi procuradora do Distrito de San Francisco e do estado da Califórnia.