Jogador brasileiro sofre com ataques racistas da torcida na Sérvia

Everton Luiz chorou no final de partida em que foi perseguido pela torcida adversária, que gritou “cantos de macaco” durante todo o jogo e estendeu faixas ofensivas nas arquibancadas

0
4046
Everton saiu do campo chorando FOTO: Getty Images
Everton saiu do campo chorando FOTO: Getty Images

O craque brasileiro Everton Luiz, que joga no Partizan de Belgrado, na Sérvia, sofreu ataques racistas da torcida adversária durante uma partida contra o Rad Belgrade, no domingo (19).

Everton saiu do campo chorando depois do jogo e fez gestos para a torcida, que cantou “gritos de macaco” e levou uma faixa com ofensas ao brasileiro, informou a Associated Press. A faixa só foi removida depois que o árbitro da partida exigiu a sua retirada.

O gesto de Everton contra a torcida revoltou alguns jogadores do time adversário e causou confusão. Em entrevista após o jogo, o brasileiro disse que sofreu “ofensas racistas durante todo o jogo”. O Partizan ganhou do Rad por 1 a 0.

A agência de notícias Reuters divulaou na segunda-feira que a associação de futebol da Sérvia proibiu temporariamente o Rad de jogar em seu estádio, devido aos “cantos de macaco” dirigidos a Everton.

Everton disse à Reuters que quer esquecer o acidente. “Eu e minha família nos sentimos em casa na Sérvia. É por isso que não consegui conter as lágrimas no final do jogo”, disse. “Sofri com 90 minutos de ofensas racistas e outros insultos vindos da arquibancada e me senti no meio de um caldeirão de pessoas sem sentimentos, que me atacaram quando deveriam me defender. Quero esquecer isso, concentrar-me no futebol e pedir a todos que digam “Não” ao racismo”.

Assista ao vídeo da confusão:

https://www.youtube.com/watch?v=dCmFtQvyU2U