Jogador de futebol brasileiro é preso em Orlando por violência doméstica

Goleiro Jean, do São Paulo, agrediu a mulher e clube já avalia a rescisão de contrato

0
1989
Jean, goleiro do São Paulo, foi fichado no Departamento de Correções do Condado de Orange (Foto: Reprodução)

O goleiro Jean, do São Paulo, foi preso em Orlando, sob a acusação de violência doméstica. Em posts na mídia social, a mulher do atleta, Milena Bemfica, denunciou as agressões que sofreu, mostrando inclusive o rosto machucado: “Eu quero justiça”, gritava ela no vídeo publicado no Instagram.

O casal está há alguns dias nos Estados Unidos com as filhas e a família curtiu os parques da Disney esta semana. Nesta madrugada, porém, a briga foi séria e Jean foi fichado no Departamento de Correções do Condado de Orange. O São Paulo, clube que detém os direitos do jogador desde 2018, emitiu nota em que confirma ter conhecimento do ocorrido e que está analisando a rescisão do contrato. O próprio Jean, em troca de mensagens com a esposa, revelou que a gravidade do fato poderia gerar consequências: “Terminou com a minha carreira”.

Não há informações sobre a situação atual do jogador, mas como normalmente acontece nesses casos ele deverá comparecer diante de um juiz entre hoje e amanhã, quando será estipulada a sua fiança. O julgamento deverá ser marcado para os próximos dias. A Flórida possui uma lei específica sobre violência doméstica, que inclui uma punição mínima de cinco dias de detenção na prisão do Condado. O juiz pode determinar ainda o cumprimento de uma pena alternativa (serviços comunitários, por exemplo).