Jogadores brasileiros que atuam na Ucrânia gravam vídeo pedindo ajuda para deixar o país

Segundo eles, as fronteiras estão fechadas, já não há mais combustível, o estoque de alimentos nos supermercado está acabando, e falta dinheiro nos caixas eletrônicos

0
1625
Grupo de atletas e suas famílias pedem ajuda ao governo do Brasil (foto: Reprodução)
Grupo de atletas e suas famílias pedem ajuda ao governo do Brasil (foto: Reprodução)

Um grupo de jogadores brasileiros de futebol que atua na Ucrânia gravou um vídeo ao lado de seus familiares pedindo ajuda para deixar a capital Kiev. Nas imagens compartilhadas nas redes sociais, eles afirmam que saíram de suas casas apenas com algumas peças de roupa e se hospedaram em um hotel. Segundo eles, as fronteiras estão fechadas, não há mais combustível, o estoque de alimentos nos supermercado está acabando, e falta dinheiro nos caixas eletrônicos para saque. “Estamos reunidos à espera de um plano para deixar a Ucrânia”, diz Marlon Santos, que joga no Shaktar.

A esposa de um deles conta que não há acesso às informações sobre os ataques, a não ser o que é passado pelos parentes no Brasil. “Nos sentimos realmente abandonados, porque não sabemos o que fazer. Não sabemos como resolver essa situação”, diz a mulher. O grupo, que conta com cerca de 20 pessoas, incluindo crianças, declarou que aguarda ajuda do governo brasileiro. O Ministério das Relações Exteriores do Brasil divulgou nota na manhã desta quinta informando que acompanha com “grave preocupação” a invasão da Rússia à Ucrânia .

O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou a ocupação militar do território ucraniano na madrugada desta quinta-feira (24), sob a justificativa de que é “necessário proteger os separatistas pró-Rússia que vivem leste do país vizinho”. Ele ameaça quem tentar interferir de sofrer “consequências nunca vistas”.