Jornalista da Globo diz que filho sofreu ataque de xenofobia em New York

Sandra Coutinho diz que rapaz ouvia música brasileira na rua quando uma pessoa arrancou seu fone ouvido e disse para ele "voltar para o seu país"

0
15150
Sandra Coutinho é correspondente da Rede Globo nos Estados Unidos

A jornalista Sandra Coutinho, correspondente da Globo em New York, disse ao vivo durante o programa Em Pauta, da Globonews, que seu filho sofreu um ataque de xenofobia numa rua de Manhattan.

O programa discutia a influência que a “doutrina Trump” podeira exercer no cidadão comum quando a jornalista interferiu para contar uma história pessoal:

 

“Eu tenho de contar uma história pessoal, apesar de meu filho não querer que eu conte de jeito nenhum, que é a seguinte: anteontem, meu filho estava andando ouvindo música brasileira no fone de ouvido – está com mania de Seu Jorge, como eu – e uma pessoa parou ao lado dele e o olhou, incomodada. O sujeito simplesmente puxou o fone de ouvido dele, o empurrou e falou assim: “volta pro seu país, sua bicha”.

O caso já havia sido relatado no Twitter da jornalista, em post que ela terminou com um comentário: “Era Trump”.