José Dirceu chega à sede da PF sob insultos

0
774

Ex-ministro da Casa Civil foi acusado de recebimento de propinas

José Dirceu foi preso em sua casa
José Dirceu foi preso em sua casa

DA REDAÇÃO – Preso na nova fase da Operação Lava Jato, o ex-ministro José Dirceu chegou por volta das 17h30 da terça-feira (4) à sede da Polícia Federal em Curitiba, sede das investigações, sob gritos e foguetes.

Cerca de 50 pessoas, abraçadas a bandeiras do Brasil e com buzinas, apitos e faixas elogiando a Justiça e a Polícia Federal, aguardavam o ex-ministro em frente à sede da PF. Gritavam “ladrão” e “vagabundo”. Uma delas soltou fogos quando Dirceu chegou ao local, escoltado por policiais e dentro de uma viatura. “José Dirceu ladrão, o seu lugar é na prisão”, gritou outro. “Polícia Federal, orgulho nacional”, afirmava outro grupo. As informações são da Folha de S. Paulo.

Ele foi preso na casa onde mora, na segunda (3), em Brasília, por ordem do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. A prisão dele é preventiva, ou seja, por tempo indeterminado.

De acordo com as investigações do Ministério Público Federal (MPF) e da PF, José Dirceu participou da instituição do esquema de corrupção da Petrobras quando ainda estava na chefia da Casa Civil, no governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Outras sete pessoas foram presas na ação policial da 17ª fase da Lava Jato, deflagrada na segunda-feira. Esta etapa foi apelidada de “Pixuleco” em referência a como o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, tratava os valores supostamente recebidos de propina de empreiteiras que tinham contratos com a Petrobras.Dirceu ficará preso em uma cela que já abriga duas pessoas presas por contrabando.