Juiz federal ordena que governo restabeleça o DACA

Programa de proteção contra a deportação para jovens imigrantes criado no governo Obama eatava sendo combatido por Trump desde o começo do seu mandato

0
2214
DACA protege atualmente cerca de 640 mil jovens imigrantes indocumentados (Foto: REUTERS/J
DACA protege atualmente cerca de 640 mil jovens imigrantes indocumentados (Foto: REUTERS/Jonathan Ernst)

Um juiz federal ordenou nesta sexta-feira (4) que o governo Trump restabeleça o Deferred Action for Childhood Arrivals (DACA), programa criado no governo de Barack Obama que protege da deportação imigrantes indocumentados que chegaram ainda crianças aos EUA.

A decisão pode por um ponto final nos esforços de Trump para acabar com o programa que começaram logo no começo de seu governo, como parte da sua política imigratória endurecedora. Desde que foi implantado, em 2012, o DACA já beneficiou mais de 800 mil pessoas, conhecidas como “Dreamers”. Para qualificar-se, além de ter chegado ao País ainda criança, o imigrante precisa cumprir com diversos requisitos, como estar estudando e ter bons antecedentes.

O programa há anos vem sofrendo com a oposição dos legisladores Republicanos, e a situação dos Dreamers ficou ainda mais delicada durante o governo Trump, que buscou todos os meios possíveis para a extinção do DACA. A ameaça de deportação para um país de nascimento quase desconhecido, do qual a maioria nem mesmo conhece a língua, virou um pesadelo para esses jovens.

Com a ordem do juiz Nicholas G. Garaufis, do U.S. District do Brooklyn, o governo fica obrigado a aceitar novos pedidos de DACA para os jovens que se enquadrarem no programa. Cerca de 300 mil podem ser imediatamente beneficiados com o retorno do DACA. O juiz ordenou que o governo mude as regras já na segunda-feira (6).