Projeto de Lei pode reduzir idade mínima do Medicare para 50 anos

Dois senadores democratas reintroduziram uma legislação que pode expandir o acesso ao Medicare para americanos a partir dos 50 anos

0
829
Senadora Debbie Stabenow (D-MI) se juntou ao senador Sherrod Brown (D-OH) para aprovar o projeto de lei, apelidado de “Lei do Medicare aos 50” (Foto: michiganradio.org)
Senadora Debbie Stabenow (D-MI) se juntou ao senador Sherrod Brown (D-OH) para aprovar o projeto de lei, apelidado de “Lei do Medicare aos 50” (Foto: michiganradio.org)

DA REDAÇÃO – Parlamentares Democratas apresentaram na semana passada um projeto de lei para reduzir o benefício do Medicare para 50 anos de idade. O Medicare é um programa do governo americano que oferece seguro saúde para pessoas com mais de 65 anos ou portadoras deficiência grave. As despesas médicas são cobertas pelo Social Security, em grande parte ou integralmente.

“Esta legislação tem o potencial de reduzir os custos das pessoas, bem como de reforçar o programa Medicare existente”, disse a senadora Debbie Stabenow (D-MI), que patrocinou o projeto junto com vinte copatrocinadores Democratas, a repórteres na quarta-feira (22). “E ajudaria a fortalecer o mercado de seguro saúde.”

Uma pesquisa de 2019 da Universidade de Michigan descobriu que 27% dos adultos que se aproximam da aposentadoria tinham pouca ou nenhuma confiança em poder pagar o seguro saúde no próximo ano e 45% tinham pouca ou nenhuma depois de se aposentar.

“Você trabalha duro a vida toda e simplesmente não consegue mais lidar com o trabalho físico e está tentando aguentar para chegar aos 65”, disse Stabenow, referindo-se à idade em que os americanos se qualificam automaticamente para o Medicare. “Talvez você tenha 55 ou 58 anos e é forçado a se aposentar por causa do trabalho específico que você faz. Muitas pessoas estão nessa situação.”

‘Meu objetivo na vida é viver’ até os 65 anos ‘

Há apoio bipartidário para expandir a elegibilidade do Medicare entre os americanos: uma pesquisa de janeiro de 2019 da Kaiser Family Foundation descobriu que 77% dos 1.190 entrevistados – incluindo 69% dos republicanos – favoreciam um plano de adesão do Medicare para pessoas tão jovens quanto a idade de 50.

A senadora Sherrod Brown (D-OH), uma das copatrocinadoras do projeto, contou aos repórteres uma história sobre um de seus constituintes.

“Lembro-me de alguns anos atrás, quando estava em uma reunião na prefeitura em Youngstown, Ohio, e uma mulher se levantou e disse: ‘Tenho 63 anos. Meu objetivo na vida é viver até os 65 anos para poder entrar no Medicare. Meu objetivo na vida não é viajar para New York ou poder ver meus netos ‘”, disse Brown na chamada para a imprensa. “Ela estava tão focada em seus cuidados de saúde. Ela tinha dois empregos na época, ambos empregos de baixa remuneração e nenhum tinha seguro. Ela simplesmente sabia como era importante ter seguro e conseguir algo que é popular, importante e suficiente e eficaz como o Medicare.”