Mais de 20 presos no esquema das driver’s licenses

0
1442

Agentes da imigração prenderam 23 pessoas acusadas de comprar e vender carteiras de motorista falsas

Autoridades federais e estaduais prenderam 23 pessoas acusadas de comprar e vender carteiras de motorista comerciais (para dirigir caminhões) do estado da Flórida, após uma investigação que levou cinco meses, liderada pelos agentes do Serviço de Imigração e de Alfândega.

Entre os detidos estavam oito motoristas do condado de Palm Beach e três examinadoras dos escritórios de driver’s license dos condados de Broward e Miami-Dade, acusados de vender carteiras falsas por valores que variavam entre US$ 100 e US$ 200. As autoridades acusaram a examinadora Derene Frasier de fazer documentos com identificações falsas. As examinadoras Tracie Dunlap e Yvette Jackson foram acusadas de conspirar para produzir documentos de identidade.

A investigação começou depois que um informante revelou o esquema para o escritório do xerife do condado de Palm Beach, disse Teri Barbera, porta-voz da polícia local. Eles então dividiram a informação com outras agências da lei de outros municípios, do estado e nacional.

As carteiras, que eram autênticas, identificavam seus portadores como cidadãos americanos. As autoridades federais disseram que 36 pessoas levadas em custódia – cidadãos de vários países latino-americanos e asiáticos – portavam carteiras de motorista que permitiam o transporte de materiais perigosos e acesso a áreas de segurança, como os portos do Sul da Flórida.

“Uma carteira de motorista é um cartão de acesso para um malfeitor entrar num aeroporto, porto, instituições bancárias e andar em nossas rodovias”, comentou Marcos Jiménez, advogado geral dos EUA, do distrito Sul da Flórida.

A investigação não apontou qualquer conexão com o terrorismo. Policiais da Florida Highway Patrol que estão investigando o caso dizem não saber ainda quantas carteiras de motorista foram emitidas ilegalmente, revelou David Brierton, da Florida Highway Patrol. Os policiais afirmaram que qualquer carteira emitida ilegalmente será cancelada. Há mais motoristas do condado Palm Beach já identificados como portadores de carteiras de motorista falsas, disse Barbera.

Alguns dos homens detidos na investigação se envolveram em 11 acidentes de tráfego que resultaram em feridos. Um motorista foi envolvido em um acidente fatal, do qual não foi responsável, afirmou Brierton.

As autoridades também suspeitam que três auto-escolas do condado de Broward agiam como recrutadoras de pessoas interessadas em compras as carteiras. Os funcionários das auto-escolas cobravam entre US$ 1.500 e US$ 3.000, confirmou Jiménez.

Os funcionários das auto-escolas descobriam os homens que estavam nos EUA ilegalmente e queriam uma carteira de motorista comercial. Os recrutadores indicavam os homens paras as três examinadoras do escritório da driver’s license e lhes fornecia as informações necessárias, disse Jiménez.

Um recrutador, Charles Phillip Philome, foi acusado de conspirar para produzir documentos de identificação.

A Highway Patrol fechará as auto-escolas Discount Driving Schools, Lesmarge Driving School e Freddies Driving School por sua participação na venda de carteiras de motorista obtidas ilegamente, finalizou Brierton.