Médico de Boca Raton é preso por receber indevidamente $17 milhões de empresas de seguro

Profissional de saúde reportou falsos atendimentos para coletar dinheiro das seguradoras; ele admitiu a culpa e foi condenado a 30 meses de prisão

0
2231
Médico foi preso por fraudar seguradoras (Foto CBS )

Um médico de Boca Raton (FL) foi condenado a 30 meses de prisão por ter coletado indevidamente mais de $17 milhões de empresas de seguro de saúde. Ele terá que ressarcir as empresas em pelo menos $2.4 milhões e vai ficar cinco anos em liberdade condicional após o cumprimento da pena em regime fechado.

Max Citrin, que tem um consultório médico na cidade, se declarou culpado nas acusações de fraude feitas pelas seguradoras Blue Cross, Cigna e Humana.

Segundo a acusação, Citrin, de 38 anos, foi preso em março de 2020 depois que uma investigação concluiu que ele estava cobrando das seguradoras até $20 mil por tratamentos que ele nunca fez. Ele inventava sintomas, nomes e prescrições para pegar o dinheiro das seguradoras.

O médico foi preso novamente em fevereiro deste ano e agora teve a sentença proferida por um juiz.

“O dr. Citrin feriu seu juramento profissional ao inventar sintomas, prescrever remédios a pacientes que não existiam para pegar dinheiro de forma fraudulenta das seguradoras. Nós vamos continuar a investigar, prender e acusar profissionais como Citrin”, disse o procurador de Palm Beach, Fave Aronberg. (Com informações do SunSentinel)