Médicos fazem parto em grávida morta em acidente de carro em West Palm Beach

Os médicos realizaram uma cesariana, mesmo após o óbito, e conseguiram salvar o bebê

0
1681
Os agentes divulgaram o nome da proprietária da Van como sendo Priscila Nicolas Antonio, 39 anos (foto: WPBTV)
A dona do outro veículo envolvido no acidente, Pricila Nicolas Antonio, está sendo procurada pela polícia (foto: WPBTV)

Catarina Reymundo Marcos, 34, estava grávida de oito meses e foi declarada morta nesta terça-feira (29), após o carro em que ela dirigia ter sido atingido por um outro veículo na Pinewood Avenue, próximo a 37th Street, em West Palm Beach, por volta das 3:07 p.m.

A filha da gestante, Jessica Guzman, 14 anos, também estava no carro e não sofreu ferimentos graves.

A polícia chegou rapidamente ao local e encontrou o Honda Odyssey que Catarina dirigia do outro lado da pista, com uma forte batida na parte traseira.

A família foi levada para um pronto-socorro onde a mulher já deu entrada sem vida, de acordo com os policiais que acompanharam o caso.

Os médicos então, iniciaram um procedimento de cesariana e conseguiram salvar o bebê, que se encontra na UTI e está em estado grave.

O motorista que bateu no carro da família fugiu do local sem prestar socorro. Mais tarde, a polícia identificou uma Van Odissey próximo à Pinewood Avenue e 32nd Street, como o outro veículo envolvido no acidente.

Os agentes divulgaram o nome da proprietária da Van como sendo Priscila Nicolas Antonio, 39 anos, natural da Guatemala.

Os investigadores dizem que não têm como afirmar se Priscila era a pessoa que estava dirigindo o carro, mas querem falar com ela para saber como o carro dela acabou se envolvendo.

Desde o acidente, porém, a mulher está desaparecida. A polícia fez um apelo emocionado para que ela se apresente.

“Essas crianças não mereciam isso e queremos saber o que aconteceu”, disse o oficial Daniel Dilliard durante uma entrevista coletiva na quarta-feira de manhã.

A West Palm Beach Police Department pede a qualquer pessoa com informações sobre a suspeita entrar em contato pelo telefone (561) 822-1900.