Menino de 4 anos atira em policiais ao ver pai sendo preso, nos EUA

Imagens divulgadas pela polícia de Utah mostram um menino de apenas 4 anos atirando contra policiais do lado de fora de um fast food. A criança fez os disparos após ver seu pai sendo algemado

0
726
Menino de 4 anos atirou de dentro do carro (Foto: Reprodução/Youtube)
Menino de 4 anos atirou de dentro do carro (Foto: Reprodução/Youtube)

Recentemente, a polícia de Utah divulgou imagens de câmeras corporais que mostram um incidente de 12 de fevereiro, no qual uma criança de apenas 4 anos atira contra policiais em um drive-thru do McDonald’s. Segundo informações da FOX 13, os oficiais do Departamento de Polícia Unificado foram até o local após denúncias de que um homem teria ameaçado funcionários do estabelecimento com uma arma de fogo, depois de ter notado que seu pedido estava incorreto. 

Quando o homem se recusou a sair do veículo, os policiais decidiram deter Sadaat Johnson, 27 anos. No entanto, durante a abordagem – tirando o homem à força e algemando-o –, uma criança de 4 anos, que estava no banco de trás do veículo, inesperadamente disparou um tiro contra os policiais. Nas imagens da câmera corporal da polícia, divulgadas à FOX 13, os policiais podem ser ouvidos dizendo as duas crianças, de 3 e 4 anos, que estão no carro de Sadaat: “Está tudo bem”. No entanto, uma dela acabou disparando.

Um policial disse ter notado a arma apontada de uma janela traseira do veículo e alertou os outros policiais. Nesse momento, um tiro foi disparado, afirma o comunicado de imprensa da polícia. Nesse momento, ele também alerta os outros policiais que foi um “garoto” que disparou a arma. Uma investigação preliminar indicou que o pai instruiu seu filho a atirar nos policiais. Registros judiciais obtidos pela FOX 13 revelam que a criança atirou nos policiais porque “queria seu pai de volta”.

“Ter um adulto pensando que não há problema em encorajar uma criança de 4 anos a sacar uma arma de fogo e atirar na polícia ilustra como a campanha contra a polícia ficou fora de controle”, disse a xerife Rosie Rivera, em um comunicado após a incidente. “Isso precisa parar e precisamos nos unir como comunidade para encontrar soluções para os desafios que enfrentamos em nossos bairros. Os policiais estão aqui para proteger e servir e não acreditamos que algo assim possa acontecer”, completou.

O homem está respondendo por abuso infantil, agressão agravada e interferência com um policial após o incidente, de acordo com a FOX 13.