Mil sereias estão sendo submersas no mar da Flórida para salvar os recifes de corais

Na próxima semana, mais uma remessa de 55 esculturas serão lançadas a 45 pés de profundidade no mar de Riviera Beach

0
1810
O que começou como um projeto para um casal se transformou em uma missão ambiental para dois artistas © Ron Nash / 1000 Mermaids Artificial Reef Project
O que começou como um projeto para um casal se transformou em uma missão ambiental (foto: © Ron Nash / 1000 Mermaids Artificial Reef Project)

A Flórida é o único estado litorâneo dos EUA com formações de recifes de corais em águas rasas perto de suas costas.

A galeria de recifes de corais submersa no mar do estado é muito extensa, sendo considerada a 3º maior do mundo.  A notícia ruim é que estes recifes – que são formados pelo acúmulo de animais marinhos e de certas algas – estão morrendo em taxas mais altas do que em qualquer outro lugar. Os corais são imprescindíveis para a vida no mar e proteção das áreas costeiras.

O projeto “1000 Mermaids Artificial Reef ”, dos escultores Ernest Vasquez e Sierra Rasberry espera reverter isso.  O plano consiste em esculpir estátuas de sereias e posicioná-las em áreas próximas aos recifes de corais, no fundo do oceano.

Segundo a ONG Ocean Rescue Alliance, que hoje comanda a iniciativa, bastam algumas horas após as estátuas serem baixadas no mar com um guindaste para que vidas submarinas comecem a povoar suas superfícies.

“Corais, esponjas, anêmonas, algas, crustáceos e mariscos começam a crescer imediatamente. Em seguida, chegam os peixes e as tartarugas marinhas”, informou a ONG em comunicado.

Desde que o projeto foi lançado, em agosto de 2019, mais de 100 sereias já foram submersas nas águas da Flórida. Algumas delas prestam homenagens e outras valem como negócios ambientalmente sustentáveis.

Em Pembroke Pines, por exemplo, uma escultura em tamanho real homenagea o falecido bombeiro e mergulhador, Kevin Mehaffey. A escultura pode ser vista usando roupa de mergulho, relógio e nadadeiras.

Emily Guglielmo, uma empresária do ramo de roupas e acessórios praianos, pagou $7,5 mil para ter sua própria sereia no mar de Tampa. A escultura que ficou conhecida como The Florida Mermaid possui 2,5 metros de altura.

Na próxima semana, a Ocean Rescue Alliance dará início a operação que irá posicionar mais 55 esculturas em 45 pés de profundidade nas águas de Riviera Beach.

De uma escultura por vaidade a uma missão ambiental

O projeto surgiu quando os dois artistas, Ernest Vasquez e Sierra Rasberry, receberam a encomenda de um cliente para esculpirem a estátua de sua esposa para adornar um iate.

Mas quando a peça foi ser entregue, não havia iate para recebê-la.

“Tenho más notícias”, disse o cliente aos artistas.  “Perdi meu negócio, perdi meu barco, perdi minha esposa.”

Quando Vasquez perguntou sobre o que deveria ser feito com a escultura da sereia, o cliente respondeu: “Jogue-a no oceano.”

Foi o que aconteceu. O ser mitológico que assusta os marinheiros se tornou, por acaso, a salvação dos recifes de corais da Flórida.