Morador de Orlando tem 85% do corpo queimado durante abordagem policial em posto de gasolina

Policial disparou uma Taser contra o Jean Barreto, que abastecia a moto, causando uma grande explosão na bomba de gasolina

0
2364
Câmeras do circuito de segurança do Wawa, mostraram o momento da explosão (foto: Osceola County sheriff’s Office)

O motociclista Jean Barreto, de 26 anos, teve 85% do corpo queimado após ser confrontado por um policial enquanto abastecia sua moto em um posto de gasolina em Orlando. O caso aconteceu em 27 de fevereiro deste ano e, na época, os agentes disseram que Barreto estava exibindo uma arma enquanto pilotava pelo condado de Osceola. Na abordagem, o policial disparou uma Taser contra o jovem, o que causou uma grande explosão na bomba de gasolina.

Quase três meses depois, os advogados de Barreto entraram com um requerimento para que a investigação seja conduzida pelo Florida Department of Law Enforcement, ou pelo U.S. Justice Department. Eles alegam que a polícia mentiu sobre o porte de arma do seu cliente, e agiu de maneira irresponsável ao disparar a arma atingindo o produto inflamável.

“Não queremos nada além da verdade, e ela ainda não foi dita”, disse Mark NeJame, do escritório de advocacia NeJame. Segundo ele, a expectativa inicial é de que o motociclista não sobrevivesse, já que todo o seu corpo do pescoço para baixo sofreu queimaduras de terceiro grau.

Câmeras do circuito de segurança do posto Wawa, que fica localizado entre as avenidas John Young e Central Florida Parkway, mostraram o momento da explosão.  Nas imagens, o policial Marcos Lopez, do Osceola County sheriff’s Office, pula sobre o homem na tentativa de imobiliza-lo, e uma labareda de fogo surge na sequência.  O policial corre antes de ser atingido pelas chamas, enquanto Barreto é incendiado. Nenhuma acusação policial foi feita contra a vítima.

Jean Barreto, que tem descendência hispânica, já passou por várias cirurgias de enxerto e é mantido sedado a maior parte do tempo. O agente que efetuou os disparos ainda não se manifestou.