Moradores de Islamorada pedem ao governador que cancele mini temporada de pesca de lagosta

Evento acontece há 50 anos no mês julho

0
1185
O tradicional evento de pesca de lagosta começou em 1970 (Foto: Flickr)
O tradicional evento de pesca de lagosta começou em 1970 (Foto: Flickr)

Todos os anos no final de julho, milhares de pessoas vão a Flórida Keys para a mini temporada de pesca de lagostas. O tradicional evento começou em 1970 com o objetivo de atrair turistas de todos os Estados Unidos para a região antes da temporada regular de pesca do crustáceo, que dura oito meses e começa em 6 de agosto.

Este ano, porém, moradores da região estão especialmente preocupados com a possibilidade de, junto com milhares de turistas, vier o aumento nos casos de coronavírus.

“Quando você pensa no desastre de uma pandemia, isso seria o pior possível, trazendo pessoas de todos os Estados Unidos”, disse Ken Davis, membro do Conselho da Vila de Islamorada ao jornal Miami Herald.

Durante uma reunião do Conselho na quarta-feira (7), Davis e outros colegas votaram para que a mini temporada realizada há cinquenta anos, não aconteça.

Embora os casos de COVID-19 em Flórida Keys sejam tímidos em comparação com Miami-Dade, Broward e Palm Beach, os números aumentaram desde que a região voltou a permitir a presença de turistas.

A maioria dos eventos do 4 de julho, incluindo desfiles e fogos de artifício foram cancelados, e praias, parques e rampas para barcos estão fechadas.

Mas talvez seja tarde demais para interromper a pesca de lagosta este ano.  Davis disse que o Conselho da Vila aprovou o enviou de uma carta ao governador Ron DeSantis, mas não acredita que a resposta virá antes da última semana de julho, quando a temporada tem início. Ainda não se sabe se outros municípios como Key West seguirão o exemplo de Islamorada e solicitarão à DeSantis que cancele a mini temporada este ano.