Morre americano espancado em dezembro em Uberlândia (MG)

Engenheiro estava a trabalho no Brasil quando foi espancado; agressores estão presos

0
3222
Herman Durwood foi espancado em Uberlândia FOTO Reprodução Facebook
Herman Durwood foi espancado em Uberlândia FOTO Reprodução Facebook

O engenheiro americano Herman Durwood, que foi espancado após sair de uma casa noturna no Centro de Uberlândia (MG) em dezembro, morreu nos Estados Unidos na noite de terça-feira (16). A informação foi repassada ao G1 por uma amiga da família, que trabalhava com o engenheiro no Brasil. As informações são do G1.

O engenheiro era da Carolina do Norte e estava no Brasil havia cerca de um mês para prestar serviço na área de engenharia para a unidade da Souza Cruz em Uberlândia. O crime ocorreu na madrugada do dia 8 de dezembro, quando ele saía de uma casa noturna acompanhado de uma mulher de 39 anos.

A esposa de Herman postou uma foto do marido no Facebook relatando que ele dizia que tinha uma vida boa, sem arrependimentos. Amigos do casal deixam mensagens manifestando tristeza e pesar.

A assessoria de comunicação do Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) informou que o paciente recebeu alta da unidade no dia 6 de janeiro. O setor de Altas e Óbitos confirmou que dois médicos americanos foram até o hospital, acompanhados da esposa do paciente, e solicitaram a transferência para o país de origem.

Em nota, a Souza Cruz lamentou profundamente o falecimento do prestador de serviço. “Desde o episódio de violência sofrido por ele, a companhia seguiu acompanhando o caso. A Souza Cruz ofereceu todo o apoio necessário ao prestador, à sua família e à Focke, empresa na qual Herman era funcionário”.