Morre aos 69 anos o rockstar e ícone contemporâneo David Bowie

0
1299

O mundo ficou menos criativo, ousado, elegante e inteligente desde o domingo (10) quando morreu o rockstar britânico David Bowie. O cantor, que além de astro musical era um ícone contemporâneo, tendo influenciado moda, cinema e comportamento jovem ao longo de sua vida, perdeu a batalha contra um câncer. Bowie lutava em segredo contra a doença (há rumores de que seria um câncer no fígado) há pelos menos um ano e meio.

Casado com a modelo somaliana Iman, ele deixa uma filha de 15 anos desse casamento. Bowie viveu entre Londres e New York e teve sua morte lamentada no mundo todo.

O último trabalho assinado pelo músico foi lançado na sexta-feira (8), dia de seu aniversário. O disco, chamado “Blackstar”, foi considerado por fãs e pela críticas especializada como sendo um testamento do cantor, que sabendo estar à beira do morte, resolveu lançar o trabalho e assim se despedir dos milhões de fãs.

Além disso, o quinto disco do artista, “The Rise and Fall of Ziggy Stardust”, se encontra na terceira colocação em vendas, seguido de “Purpose”, de Justin Bieber, e ao qual já se segue outro álbum de Bowie, “Hunky Dory”.

Também no ranking de singles, três canções míticas do artista: “Space Oddity” (na 3ª colocação), “Changes” (8ª) e “Let’s Dance” (9ª), aparecem entre as dez músicas mais vendidas.