Mulher deportada há 17 meses consegue permissão para voltar para os EUA

Depois de receber autorização de três juízes, Maribel Trujillo voltou para Ohio e vai tentar conseguir documento por meio de asilo

0
3799
Maribel conseguiu autorização para voltar para os EUA
Maribel conseguiu autorização para voltar para os EUA

A mexicana Maribel Trujillo foi deportada para o México há 17 meses e agora conseguiu uma vitória na Justiça. Os advogados da imigrante conseguiram autorização para que ela volte para Ohio e dê entrada em um processo de asilo político.

O caso de Maribel ganhou as manchetes em abril do ano passado quando ela foi submetida a um processo de deportação, mesmo tendo quatro filhos americanos e um deles com necessidades especiais e não ter passagem pela polícia. Ela foi retirada de casa por agentes do Immigration and Customs Enforcement (ICE) depois de 15 anos vivendo nos EUA.

“Depois de sua deportação, os advogados continuaram lutando e uma Corte em Cincinnati ordenou que o caso fosse reexaminado. Três juízes decidiram que o caso não foi avaliado como deveria e eles ignoraram o fato de a família de Maribel ser ameaçada por carteis no México”, de acordo com uma emissora de Cincinnati, em Ohio.

Agora, de volta aos Estados Unidos, Maribel tem uma audiência marcada para meados de 2019 e ela vai pedir asilo. Não há garantias de que ela consiga se legalizar, mas os advogados estão confiantes.

Para os advogados da causa imigratória, o caso de Maribel é uma luz no fim do túnel para milhares de pessoas que foram deportadas injustamente. “Existem muitos homens e mulheres, pais e mães, pessoas de bom coração que foram deportadas”, disse Mike Pucke, padre amigo da família.