Mulheres são flagradas tentando receber vacina covid-19 disfarçadas de idosas em Orlando

Farsantes tinham idade de 34 e 44 anos e tentavam receber a segunda dose. No momento, o estado da Flórida está vacinando apenas pessoas acima de 65 anos e trabalhadores da área de saúde

0
2095
Posto de vacinação Convention Center, no condado de Orange, em Orlando (foto: Orange county)
Posto de vacinação Convention Center, no condado de Orange, em Orlando (foto: Orange county)

Duas moradoras do condado de Orange, em Orlando, foram flagradas tentando receber a segunda dose da vacina covid-19 disfarçadas de idosas.  Elas foram identificadas como Olga Monroy Ramirez, de 44 anos de idade, e Martha Vivian Monroy, de 34.

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (17), o diretor do Florida Department of Health (FDOH), Raul Pino, disse que as mulheres foram até o posto de vacinação do Convention Center vestidas como “vovós” com gorros, luvas e óculos.

Pino também falou que elas portavam cartões de vacinação válidos com os recebimentos das primeiras doses confirmados e que “não faz ideia de como conseguiram tomar as primeiras injeções”. Segundo ele, isso será investigado.

“Esta é a commodity mais valiosa que existe no momento”, disse o diretor. “Temos que ter muito cuidado”, completou.

A farsa foi descoberta porque a data de nascimento de uma delas estava diferente no sistema do FDOH e no documento de identificação apresentado.

O agente de vacinação então percebeu que elas tinham aparências “engraçadas“ e as barraram antes que pudessem receber as injeções.

A polícia do condado de Orange foi chamada e as farsantes multadas por “invasão” e também devem ser processadas por uso de identificação falsa.

No momento, o estado da Flórida está vacinando apenas pessoas com idade acima de 65 anos e trabalhadores da área de saúde.

Raul Pino declarou que sabe da ansiedade das demais pessoas para também serem imunizadas, mas pediu “paciência, pois os mais vulneráveis ao coronavírus precisam das doses primeiro”.