Número de imigrantes nos Estados Unidos é quase o maior da história do país

População de imigrantes vivendo em solo americano só não supera a registrada no fim do século 19, quando houve a maior onda de migração da história dos EUA

0
7160

DA REDAÇÃO (com USA Today) – Uma pesquisa comandada pelo instituto Pew Research Center e divulgada nesta segunda-feira (28) pelo jornal USA Today mostra que a população de imigrantes vivendo nos Estados Unidos está próxima de quebrar um recorde histórico.

O número de habitantes dos EUA que não nasceram no país deve, já na próxima década, superar o registrado por volta de 1890, época em que o país registrou a maior onda imigratória de toda sua história -com imigrantes chegando de locais como Itália, Irlanda e Polônia.
De acordo com o Pew, atualmente imigrantes respondem por 13.7% de toda a população dos Estados Unidos. Em 2025, esse percentual deve subir a 14.9%, sendo o mais alto em 125 anos.

A pesquisa usa o termo “foreign-born” para definir o público estudado (o que, segundo sua metodologia, inclui cidadãos naturalizados, residentes permanentes, portadores de vistos e imigrantes indocumentados).

Republicanos x democratas
Os dados são divulgados em meio a recentes declarações de candidatos políticos que se mostram contra e a favor de imigrantes.
Do time dos que são contra, se destaca o pré-candidato republicano à presidência americana Donald Trump, que se eleito promete reforçar controles fronteiriços para proteger o país de imigrantes latinos. Segundo ele, imigrantes latinos são, regra geral, “traficantes de drogas e estupradores”. Já do lado democrata, se destacam apoiadores de políticas mais inclusivas a respeito de imigrantes, principalmente indocumentados. Uma delas é a pré-candidata pelo Partido Democrata Hillary Clinton.

Vizinhos denunciariam imigrantes
Outra pesquisa divulgada recentemente mostra que o tema também divide a população americana. A organização não-partidária YouGov revelou que 39% dos americanos denunciariam seu vizinho às autoridades caso soubessem que ele está ilegalemente no país, e 49% da população apoiaria batidas policiais para prender e deportar imigrantes indocumentados. Mas somente 33% acreditam que é possível prender e deportar todos os 11 milhões de pessoas vivendo sem documentos nos EUA.

A pesquisa revelou ainda que metade dos americanos denunciariam patrões que empregam imigrantes ilegais, enquanto 32% disseram o contrário.

Quando perguntados se a deportação da maioria dos imigrantes legais causaria bem ou mal às suas famílas, somente um terço das respostas (31%) disseram que a deportação em massa beneficiaria sua família, e somente 12% disseram que ela seria prejudicial.

Mais republicanos x democratas
Democratas (16%) foram o grupo político que menos declarou que a deportação em massa seria benéfica, mas mais de um terço dos independentes (37%) e republicanos (39%) acreditam que a deportação em massa traria um benefício para suas famílias.

Asiáticos serão maioria
Outro dado da pesquisa informa que, em quatro décadas, imigrantes asiáticos vão superar hispânicos em termos de população vivendo nos EUA.

Em 2015, 47% da população “foreign born” é composta por hispânicos, equanto asiáticos respondem por 26%. Esse jogo deve virar em 2055, quando o instituto Pew estima que asiáticos serão 36% do número de “foreign born”, enquanto hispânicos serão 34%.