O novo desafio de LeBron James

Além dos Los Angeles Lakers, Golden State Warrior também ganha reforços

0
3573
Montagem feita por fãs com LeBron James usando a camisa do Los Angeles Lakers
Montagem feita por fãs com LeBron James usando a camisa do Los Angeles Lakers

O principal jogador de basquete do planeta, LeBron James, anunciou ter assinado contrato com o lendário Los Angeles Lakers por quatro anos e $154 milhões. Entretanto, mais do que dinheiro – algo que King James não precisa se preocupar -, ele teve uma conversa franca com Erwin “Magic” Johnson, o gerente geral da franquia, para jogar em uma equipe com chances reais de título. Ele tem a incível marca de estar presente em oito finais consecutivas da NBA – quatro vestindo a camisa do Miami Heat (com dois títulos e dois vices) e quatro com Cleveland Cavaleirs (um título e três vices).

Agora, ele quer fazer história em uma das franquias mais badaladas da NBA. Para quem não sabe, a equipe do Los Angeles Lakers já conquistou 16 títulos da NBA, ficando atrás apenas do Boston Celtics, que tem 17 títulos em sua galeria de troféus.

Entretanto, a contratação de LeBron não é suficiente para chegar às finais do torneio. E a diretoria do Los Angeles Lakers está se mexendo. Já foram confirmadas as vindas de Kentavius Caldwell-Pope, JaValle McGee, Lance Stephenson e Rajon Rondo. A chegada de McGee tira uma das peças do bicampeão Golden State Warriors, enquanto ter Lance Stephenson no seu time vai poupar LeBron James de tê-lo como carrapato na quadra, como vem acontecendo nos jogos em que os dois estão envolvidos. Por fim, Rondo. É um craque com a bola nas mãos, tem ótimo sentido de colocação e um dos principais passadores da Liga. No entanto, sua maior deficiência são os arremessos – algo comprometedor para um armador. A grande esperança dos fãs do Los Angeles Lakers é a chegada de Kawhi Leonard, que já anunciou não ter interesse em ficar no San Antonio Spurs. Com Leonard e Stephenson no time, LeBron não terá de se preocupar em marcar os adversários, pois terá em sua equipe dois excelentes jogadores de defesa.

No lado Oeste, todavia, as coisas não são fáceis. Com Lakers entrando firme na luta pelo título da Conferência Oeste, outros contendores também prometem endurecer o jogo. Houston Rockets tem uma dupla poderosa – Chris Paul e James Harden (MVP da temporada 2017/2018) -, porém precisa reforçar o elenco se quiser almejar voos mais altos. O exemplo da contusão de Paul na série contra Golden State Warriors aque custou à equipe o título de campeão da Conferência Oeste e finalista da NBA ainda está fresco na memória de todos. Para piorar, Trevor Ariza está deixando a equipe, aumentando ainda mais a necessidade de se buscar novos talentos para compor ujm elenco de qualidade.

Um movimento que surpreendeu – e até mesmo irritou os fãs da NBA (menos os de San Francisco Bay, é claro) – foi o anúncio da chegada de DaMarcus Cousins ao Golden State Warriors. Ou seja, os atuais bicampeões se reforçam ainda mais, demonstrando sua intenção de manter dominante sua dinastia na NBA. Trocar JaVale McGee por DaMarcus Cousins foi de fato uma jogada inteligente. Ou seja, vai ficar difícil para os adversários derrubar o campeão.

Do lado Leste, Boston Celtics figura como melhor equipe e Giannis Antetokoumpo se destaca como melhor jogador. O time de Boston deve ter o retorno de Kyrie Irving e Gordon Hayward que, lesionados, não puderam ajudar a equipe de Massachusetts a derrotar Cleveland Cavaliers liderado por LeBron James. Aliás, com a despedida de King James, o time da cidade de Ohio está entre os mais fracos da Liga, a não ser que se movimentem neste período de aquisição e consigam trazer alguns bons nomes.

O Miami Heat, por sua vez, está inerte no mercado até agora. Traduzindo, se nada for feito, nova temporada decepcionante para os fãs de basquete no Sul da Flórida.

Três brasileiros continuiará atuando na NBA na temporada 2018/2019: Raul Neto, pelo Utah Jazz; Nenê, pelo Houston Rockets, e Cristiano Felício, pelo Chicago Bulls. ν