Operações em todo o país prendem 119 indocumentados

ICE informou que detidos já haviam sido deportados no passado, a grande maioria por cometer crimes graves

0
880
O ICE anunciou que vai intensificar as operações para capturar indocumentados que retornam ao país depois da deportação (Foto: ICE/Divulgação)
O ICE anunciou que vai intensificar as operações para capturar indocumentados que retornam ao país depois da deportação (Foto: ICE/Divulgação)

DA REDAÇÃO – O Immigration and Customs Enforcement (ICE), a polícia de imigração dos Estados Unidos, realizou na primeira semana de junho uma série de operações, que resultaram na prisão de 119 indocumentados. As autoridades disseram que todos deste grupo já havia sido deportados no passado, mas acabaram retornando ao país, provavelmente cruzando ilegalmente a fronteira sul do país. O mais preocupante é que a grande maioria dos detidos (110 para dar o número exato) cometeram crimes graves como uso de arma de fogo ilegal, sequestro, abuso infantil e tráfico de drogas.

As batidas do ICE aconteceram em vários estados, inclusive na Flórida, e tinham alvos específicos. A agência informou que estas ações serão realizadas com frequência a partir de agora, especialmente com foco na captura de imigrantes que foram expulsos do país e que, ao retornarem sem a autorização, representam uma ameaça à segurança nacional. Este tipo de violação, com o agravamento da pena pelo crime original, pode resultar em sentenças superiores a 20 anos de prisão, segundo especialistas.

No último ano fiscal (período de 12 meses que se encerrou em 30 de setembro de 2021), a Unidade de Operações de Execução e Remoção do ICE realizou 74.082 prisões de indocumentados. Destes, mais de 12 mil indivíduos já haviam sido condenados criminalmente, 1.506 deles por crimes relacionados a homicídios.