Organizações religiosas da Flórida receberam mais de $200 milhões em ajuda federal

Segundo levantamento, mais de 760 organizações do Estado receberam o auxílio devido à pandemia do coronavírus

0
798
Recursos serão usados pelas igrejas para salvar empregos Foto: Wikimedia) Foto: Geraldo Magela/Agência Senado
Recursos serão usados pelas igrejas para salvar empregos Foto: Wikimedia) Foto: Geraldo Magela/Agência Senado

Instituições religiosas geralmente não são elegíveis para receber dinheiro do Governo como as Pequenas Empresas dos EUA. Mas, recentemente o Congresso americano autorizou que elas participassem do PPP – Paycheck Protection Program (Programa de Proteção de Pagamento) – e muitas na Flórida fizeram.

Segundo dados compilados pelo SBA e ProPublica, mais de 760 organizações do Estado receberam o auxílio de coronavírus.

O maior beneficiário foi a Grace Fellowship, de West Palm Beach, uma igreja que se qualificou para um empréstimo de PPP entre $5 e 10 milhões, de acordo com os dados federais, para salvar os empregos de 182 pessoas.

O Ministério Internacional El Rey Jesus, em Miami, recebeu entre $2-5 milhões para economizar 287 empregos.

A Arquidiocese de Miami recebeu entre  $1-2 milhões para manter 100 empregos.

O Centro Educacional Lubavitch, uma escola judaica particular em Miami, recebeu $1-2 milhões para economizar 340 empregos.

Os dados do governo, divulgados na semana mostram, não nomeia os beneficiários de empréstimos abaixo de $150.000, portanto, provavelmente há muito mais locais de culto na Flórida e organizações religiosas além dos 760+ que receberam pelo menos $150.000.

Com base apenas na lista disponível, as organizações religiosas na Flórida foram concedidas entre $ 196 milhões e $467 milhões.

A Associated Press informou que a Igreja Católica Romana dos EUA reuniu pelo menos $1,4 bilhão em ajuda, um total que poderia realmente ter atingido ou ultrapassado $3,5 bilhões.

O Paycheck Protection Program é um fundo de $659 bilhões criado para manter os americanos empregados durante a crise do COVID-19. ν