Outdoor na I-95 sentido Miami busca informações sobre envolvidos na invasão ao Capitólio

Cinco dias após o evento que resultou na morte de cinco pessoas, o FBI disse ter recebido cerca de 50 mil denúncias de supostos envolvidos

0
822
A peça publicitária foi colocada bem na saída da I- 95 da Sheridan St., rota de tráfego intenso entre Fort Lauderdale e Miami
A peça publicitária foi colocada bem na saída da I- 95 da Sheridan St., rota de tráfego intenso entre Fort Lauderdale e Miami

O outdoor do FBI espera estimular as pessoas a enviar dicas sobre os supostos envolvidos nos ataques ao Capitólio dos EUA, ocorrido em 6 de janeiro durante a confirmação da vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais.

A peça publicitária foi colocada bem na saída da I- 95 da Sheridan St., rota de tráfego intenso entre Fort Lauderdale, Hollywood e Miami.

Cinco dias após o evento que resultou na morte de cinco pessoas, o FBI disse ter recebido cerca de 50 mil denúncias de supostos envolvidos.

A maioria das denúncias enviadas por internautas que viram postagens nas redes sociais sobre o paradeiro dos participantes da invasão em 6 de janeiro, incluindo dois homens do sul da Flórida, e um de Fort Myers – filho de brasileiros. 

Os homens do sul do estado são:  Felipe Marquez, morador de Coral Springs, acusado de danificar o escritório de um senador do Oregon e Gabriel Garcia, de Miami.

Garcia chegou a concorrer a uma cadeira no Senado estadual da Flórida em 2020, mas perdeu.  Ele postou vídeos de si mesmo em plataformas de mídias sociais enquanto estava dentro e fora do Capitólio durante o motim. Em um post, ele escreveu: “Nós simplesmente seguimos em frente e invadimos o Capitólio. Vai ficar feio.”

O filho dos brasileiros é Samuel Camargo, 26, que nasceu em Boston (MA) e se mudou para West Palm Beach e depois Fort Myers. Ele foi preso nesta quinta-feira (22).

Qualquer pessoa com dicas que possam ajudar a identificar os envolvidos pode entrar em contato com o ATF em 1-888-ATF-TIPS (1-888-283-8477), enviar um e-mail para ATFTips@atf.gov ou enviar informações anonimamente via ReportIt.com.