Palmeiras ainda está na briga

0
3969
Mano Menezes ainda acredita no seu time. (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)
Mano Menezes ainda acredita no seu time. (Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

O time de Mano Menezes derrotou o Vasco da Gama em São Januário na quarta-feira (6) por 2 a 1 (gols de Lucas Lima e Luiz Adriano e Mayke contra) e ainda manteve acesa a chama de se tornar campeão brasileiro, ou melhor, bicampeão porque conquistou o título do Campeonato Brasileiro no ano passado. todos sabem que a missão é quase impossível, porque o Flamengo tem ampla vantagem sobre o Verdão, atual vice-líder da competição.

Restando ainda sete rodadas, a diferença a favor do Rubro-negro carioca é bastante confortável. Nossa análise fica um pouco prejudicada porque a coluna foi escrita antes do clássico carioca entre Botafogo e Flamengo. Se o líder venceu, a diferença voltou para oito pontos. Caso tenha perdido ou empatado, a diferença reduz um pouco, mas os flamenguistas têm mais de 90% de possibilidades de se sagrar campeão. Ao Palmeiras, resta torcer pelo tropeço do adversário e ter aproveitamento de 100% nas sete últimas rodadas – isto inclui o confronto direto entre os rivais em São Paulo, no Allianz Parque.

Além da vantagem matemática, o Flamengo tem a seu favor uma série de fatores: o Mais Querido vem praticando o melhor futebol em terras tupiniquins; tem o maior número de vitórias; possui o melhor saldo de gols, e o ataque mais poderoso, com Gabriel e Bruno Henrique como artilheiros do certame. Ou seja, nem mesmo o mais fanático dos palmeirenses acredita em uma reviravolta. Menos ainda, os santistas, cujo percentual se resume a 1%.

O que está praticamente certo é que os três primeiros colocados – Flamengo, Palmeiras e Santos – já tenham carimbado seus passaportes para a Copa Libertadores da América 2020. A briga pela cobiçada quarta vaga está entre dois paulistas (São Paulo e Corinthians) e dois gaúchos (Grêmio e Internacional). Como são seis vagas disponíveis – as duas últimas dão direito a disputar a Pré-Libertadores -, há possibilidade de todos estes entrar. Até porque o Flamengo está na final da Copa Libertadores da América 2019 e pode faturar o título. Se isto ocorrer, abre-se outra vaga, porque o campeão do torneio continental está automaticamente classificado.

Dessa forma, teríamos oito clubes brasileiros participando da principal competição continental, porque o Athletico-PR já está classificado por ter sido campeão da Copa do Brasil. Com esse exercício, teríamos os seguintes clubes classificados, da seguinte forma: Flamengo – campeão da Copa Libertadores da América 2019; Palmeiras, Santos, São Paulo e Grêmio (os quatro melhores classificados, com exceção do Flamengo, também campeão nacional); Athletico-PR – campeão da Copa do Brasil -; Corinthians e Internacional, na Pré-Libertadores.

Vasco da Gama cai na real

Vanderlei Luxemburgo se queixou bastante da arbitragem na derrota para o Verdão. (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Vanderlei Luxemburgo se queixou bastante da arbitragem na derrota para o Verdão. (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

O Clube de Regatas Vasco da Gama está entre os cinco clubes de maior torcida do Brasil. Portanto, é um patrimônio do futebol nacional. Entretanto, para voltar aos seus tempos de glória, é preciso fazer uma reformulação no seu Departamento de Futebol. Depois de uma fase de bons resultados, o técnico Vanderlei Luxemburgo exaltou sua equipe e deu esperança à torcida ao dizer que o Vascão poderia se classificar para a Libertadores. Bastaram dois jogos com equipes da parte da cima da tabela (Grêmio e Palmeiras) com derrotas em casa para que dirigentes, comissão técnica e torcedores caísse na real. A briga é mesmo para fugir do rebaixamento à Série B, porque a equipe está na 12ª colocação.

Em entrevista coletiva após a derrota para o Palmeiras, na noite de quarta-feira (6), em São Januário, o técnico Vanderlei Luxemburgo comentou sobre o desempenho de seus jogadores, garantindo ter gostado do que viu. Entretanto, não faltaram reclamações contra a arbitragem. De acordo com o treinador, o Cruz-Maltino vem sendo prejudicado ao longo do Campeonato Brasileiro, perdendo muitos pontos devido a atuações ruins dos árbitros. 

O Vasco da Gama enfrenta o CSA, em Maceió, no domingo (10), enquanto o Palmeiras faz seu último clássico em 2019, ao receber o Corinthians no Pacaembu.

Corinthians sem Carille

Junior Urso comemora com a torcida seu gol no Itaquerão na vitória sobre o Fortaleza. (Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians)
Junior Urso comemora com a torcida seu gol no Itaquerão na vitória sobre o Fortaleza. (Foto: Rodrigo Coca/Ag Corinthians)

Não foi uma exibição encantadora. Para dizer a verdade, o resultado nem foi justo. O empate traduziria melhor o que fizeram as duas equipes no gramado do Itaquerão. Mas, não se pode negar que o primeiro jogo do Corinthians sem Fábio Carille foi movimentado, teve cinco gols e uma equipe que ao menos tentou jogar futebol. Diante do Fortaleza, na quarta-feira (6), em Itaquera, o Timão sofreu em alguns momentos, mas saiu com a vitória por 3 a 2, encerrou um jejum de oito jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro e iniciou uma nova era sob comando de Dyego Coelho, técnico interino que ficará no cargo até a chegada de Tiago Nunes – deixou o Athletico e chega após o fim do Brasileirão. O herói, ironicamente, foi alguém que vinha tendo poucas chances: Mauro Boselli foi titular, fez dois gols e devolveu parte da confiança a uma equipe que vinha em queda livre. Júnior Urso também marcou, enquanto Romarinho e Kieza fizeram para o Fortaleza.

A vitória leva o Corinthians aos 48 pontos, de volta à briga pelo G-6 do Campeonato Brasileiro. O Fortaleza continua com 36, em posição relativamente confortável na tabela. O Corinthians tem clássico contra o Palmeiras no próximo sábado, (9), no Pacaembu, com mando do rival. O Fortaleza também tem clássico local contra o Ceará, domingo (10), no Castelão. Os jogos são válidos pela 32ª rodada do Brasileirão.

Santos vence e sonha

Marinho comemora com seus companheiros o gol marcado na vitória sobre o Avaí. (Foto: Vinicios Oliveira/Ag Santos)
Marinho comemora com seus companheiros o gol marcado na vitória sobre o Avaí. (Foto: Vinicios Oliveira/Ag Santos)

Enfrentar o Avaí é quase três pontos garantidos. Por isto, não surpreendeu a vitória do terceiro colocado do Brasileirão. Apesar da vitória, o Santos não conseguiu manter a mesma intensidade após abrir 2 a 0 contra o Avaí, na Ressacada. Entretanto, o assunto não foi abordado pelos jogadores do Peixe na saída de campo. O zagueiro Lucas Veríssimo e o atacante Eduardo Sasha preferiram valorizar o triunfo no início da sequência de dois jogos fora de casa.

Veríssimo também lamentou a expulsão do zagueiro Gustavo Henrique. O lance fez com que o técnico Jorge Sampaoli tirasse o atacante Soteldo, perdendo assim, a qualidade nas construções das jogadas de ataque. “Acho que a gente conseguiu abrir o placar muito cedo. Aqui é um gramado um pouco ruim de jogar, o time estava impondo o jogo. Iniciamos o segundo tempo bem, mas em um erro nosso tivemos de sacrificar um jogador. É enaltecer a vitória e seguir adiante para conquistar uma vaga na Libertadores”. 

Depois de vencer o Avaí, por 2 a 1, na quarta-feira (6), o Santos visita o Goiás, neste sábado (9), no Serra Dourada, pela 32ª rodada da competição nacional. Já o Avaí, praticamente rebaixado, vai ao Rio de Janeiro enfrentar o Botafogo na segunda-feira (11).

Galo convoca seus “galinhos”

Esta é a emoção de Marquinhos ao marcar seu primeiro gol como jogador profissional (Foto: Atlético MG)
Esta é a emoção de Marquinhos ao marcar seu primeiro gol como jogador profissional (Foto: Atlético MG)

O reencontro do Atlético-MG com o Mineirão foi positivo. O Galo venceu o Goiás por 2 a 0, na noite de quarta-feira (6), com gols dos jovens Marquinhos e Bruninho. O resultado aliviou um pouco a pressão sobre o time, além de elevar o alvinegro da 13ª para a 12ª posição, agora com 39 pontos.

O esmeraldino ficou com 42 pontos, perdendo a chance de se aproximar das equipes que estão na luta pelo G6 do campeonato.

Com uma proposta ofensiva desde o início, o Atlético foi para cima do Goiás, que optou em se defender mais do que tentar o gol. Apesar do empenho, o Galo só conseguiu colocar a bola nas redes de Tadeu, que evitou um placar maior, quando colocou em campo os meninos da base, que resolveram o jogo para o time mineiro.

O time foi para o duelo no Mineirão querendo apagar as más atuações e contou com o apoio do torcedor desde o início, quando imprimiu um ritmo veloz de jogo, buscando o gol e obrigando o goleiro Tadeu a fazer diversas intervenções.

Vagner Mancini começou o segundo tempo com a entrada do meia Marquinhos, que já havia feito um bom jogo diante do Fortaleza. O menino da base deu novo fôlego para o time. O menino atleticano, que já foi cuidador de carro, servente de pedreiro, sendo destaque no time sub-20, fez boa jogada, girou e bateu forte no canto direito de Tadeu. Galo 1 a 0. Marquinhos se emocionou com o primeiro gol no profissional. Pouco depois, ele quase fez o segundo. Nos acréscimos, o meia Bruninho (outro garoto da base) encerrou a fatura no Mineirão. 

O Galo terá o clássico contra o seu maior rival, Cruzeiro, no domingo (10), no Mineirão. Já o Goiás recebe o Santos no sábado (9), no Serra Dourada, na capital goiana.

Bahia cai de produção na reta final

Nem o appoio da torcida foi suficiente para garantir a vitória do Bahia sobre a Chape (Foto: Felipe Oliveira)
Nem o appoio da torcida foi suficiente para garantir a vitória do Bahia sobre a Chape (Foto: Felipe Oliveira)

O time do Bahia, do técnico Roger Machado, chegou a empolgar sua torcida durante um período do Brasileirão. Falava-se até mesmo em vaga na Copa Libertadores da América. Entretanto, o Tricolor de Aço vem caindo de produção e sequer venceu a Chapecoense, vice-lanterna da competição e séria candidate ao rebaixamento.

Os adversários empataram em 1 a 1 na noite de quarta-feira (6), na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 31ª rodada da Série A. A equipe catarinense abriu o placar no primeiro tempo com Henrique Almeida e segurou a vantagem até a segunda etapa, quando Marco Antônio, com um golaço de fora da área, deixou tudo igual. O resultado é ruim para os dois times. O Tricolor chega a cinco jogos sem triunfos como mandante e subiu para 9º, agora com 43 pontos. A Chape, com 22 pontos, ocupa a penúltima colocação e fica cada vez mais distante da permanência na elite do futebol nacional.

Bahia e Chapecoense voltam a jogar no próximo domingo (10), pela 32ª rodada da Série A. O Tricolor encara o líder Flamengo, no Maracanã, Rio de Janeiro. A partida da Chape será contra o Grêmio, na Arena Condá, em Chapecó.

Fábio dá fôlego à Raposa

O capitão Henrique está ajudando o Cruzeiro a se livrar do Z4. (Foto: Cruzeiro oficial)
O capitão Henrique está ajudando o Cruzeiro a se livrar do Z4. (Foto: Cruzeiro oficial)

Em uma noite em que Fábio brilhou no gol, fazendo defesas difíceis, Athletico-PR e Cruzeiro ficaram no empate sem gols na Arena da Baixada, na quarta-feira (6), pela 31ª rodada. O time paranaense teve o domínio da partida, mas esbarrou no paredão azul, mesmo jogando com um a mais em boa parte do segundo tempo. Resultado impede de o Furacão chegar ao G-6 do Brasileiro e afasta a Raposa um pouco mais do Z-4.

Com o resultado, o Athletico chega aos 47 pontos e ocupa a sétima colocação. Na 32ª rodada, enfrenta o São Paulo, domingo (10), no Morumbi. Já o Cruzeiro está agora com 34 pontos, na 14ª colocação, e tem o clássico com o Atlético-MG, no mesmo dia, no Mineirão.