Palmeiras é única equipe brasileira com chance de título em três competições

0
874
Rony vem sendo um dos principais destaques do Palmeiras na Copa Libertadores da América (Foto: Cesar Grecco/PalmeirasOnline)
Rony vem sendo um dos principais destaques do Palmeiras na Copa Libertadores da América (Foto: Cesar Grecco/PalmeirasOnline)

Até quarta-feira (16) Palmeiras e Grêmio, duas equipes brasileiras, estavam com possibilidades de conquistar os três principais títulos em disputa: Copa Libertadores da América, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. A derrota para o Santos nas quartas de final da Libertadores, porém, eliminou o Grêmio, deixando somente o Alviverde paulista com este privilégio – algo que, convenhamos, é muito difícil de se obter.

O Palmeiras está na semifinal da Copa Libertadores da América, e o sonho do bicampeonato do torneio continua vivo. Na noite de terça-feira (15), o Verdão venceu o Libertad, do Paraguai, por 3 a 0, no Allianz Parque, no jogo de volta das quartas de final e conseguiu a classificação – o duelo de ida, em Assunção, foi 1 a 1. Gustavo Scarpa, Rony e Gabriel Menino fizeram os gols. Campeão em 1999, o Palmeiras tinha chegado pela última vez à semifinal em 2018, quando foi eliminado pelo Boca Juniors. De quebra, o triunfo desta noite manteve o Verdão com 100% de aproveitamento como mandante sob o comando de Abel Ferreira. O técnico português voltou à beira do campo, depois de ficar afastado por conta da Covid-19.

As semifinais da Copa Libertadores da América estão marcadas para os dias 5 e 6 de janeiro (ida) e 12 e 13 de janeiro (volta). A final será disputada no dia 30 de janeiro no Estádio do Maracanã. O adversário do Verdão ficou definido na quinta-feira (17), com maior probabilidade para o River Plate de Buenos Aires que derrotou o Nacional do Uruguai no jogo de ida por 2 a 0.

Agora, o Palmeiras (4º colocado) volta sua atenção para as outras duas competições onde o Palmeiras está bem. No Brasileirão, as chances são bem pequenas devido à boa campanha do São Paulo, que lidera o certame com 12 pontos de vantagem e dois jogos a mais, embora ainda restem 12 rodadas. O próximo compromisso do Verdão está marcado para o sábado (19) em Porto Alegre, onde enfrenta o Internacional no Estádio Beira-Rio. Pelo menos, o Palmeiras figura no G-4 do Campeonato Brasileiro – o que dá direito à classificação direta para a Copa Libertadores da América de 2021.

Entretanto, na Copa do Brasil, as probabilidades são bem maiores. Na quarta-feira (23), o Palmeiras recebe o América-MG por uma das semifinais do torneio em busca de seu quarto título do torneio. O jogo de volta está previsto para o dia 30 de dezembro em Belo Horizonte O vencedor deste duelo garante vaga para a final da Copa do Brasil, que será disputada em jogo único. 

Santos surpreende Grêmio e está na semifinal da Libertadores

Com os dois gols marcados no Grêmio, Kaio Jorge se tornou o artilheiro santista na Copa Libertadores da América (Foto: diariodopeixe.com.br)
Com os dois gols marcados no Grêmio, Kaio Jorge se tornou o artilheiro santista na Copa Libertadores da América (Foto: diariodopeixe.com.br)

Mesmo com vários problemas internos – atraso no pagamento dos jogadores, problemas com outros clubes por causa do não cumprimento de acordos e ameaçado por punição pela Fifa,  impeachment do ex-presidente José Carlos Peres e substituição pelo vice Orlando Rollo -, o Santos está fazendo uma campanha invejável na Copa Libertadores da América.

O Alvinegro praiano deu um baile no Grêmio e ignorou seus problemas, a força e o favoritismo do adversário, e goleou o Tricolor gaúcho por 4 a 1 na quarta-feira (16), na Vila Belmiro, e está classificado para a semifinal da Libertadores. Com dois gols de Kaio Jorge, um de Marinho e um de Laércio, o Peixe atropelou o Tricolor, que marcou com Thaciano quando o placar já estava 3 a 0.

O Santos, no entanto, terá de esperar uma semana para conhecer seu adversário na semifinal do torneio. Os argentinos Racing e Boca Juniors estão se enfrentando para saber quem será o último semifinalista. Esta série sofreu um atraso de uma semana em razão da morte de Diego Maradona, que provocou o adiamento da partida entre Internacional e Boca Juniors – série vencida pela equipe argentina. Na primeira partida das quartas de final, vantagem para o Racing de Avellaneda que derrotou a equipe xeneize por 1 a 0 e enfrentará o Boca Juniors em La Bombonera na próxima semana. 

As semifinais da Copa Libertadores da América estão marcadas para os dias 5 e 6 de janeiro (ida) e 12 e 13 de janeiro (volta). A final será disputada no dia 30 de janeiro no Estádio do Maracanã.

Agora, o Santos (8º colocado) vira a chave e se concentra no Brasileirão onde joga no domingo (20) no Estádio de São Januário no Rio de Janeiro contra um desesperado Vasco da Gama (17º colocado), que luta para sair da zona de rebaixamento. Já o Grêmio (6º colocado) vai a Recife no sábado (19) enfrentar o Sport (15º colocado).

Conhecido como timpe “copeiro”, o Grêmio tenta vencer a Copa do Brasil pela sexta vez e, assim, empatar com o Cruzeiro de Belo Horizonte, detentor de seis títulos. Na quarta-feira (23), o Tricolor dos Pampas recebe o São Paulo por uma das semifinais do torneio. O jogo de volta está previsto para o dia 30 de dezembro no Morumbi. A exemplo do América-MG, o Tricolor paulista nunca conquistou este título. O vencedor deste duelo garante vaga para a final da Copa do Brasil, que será disputada em jogo único. 

São Paulo joga bem e dá grande passo em busca do título do Brasileirão

Com a responsabilidade de substituir Luciano, Tchê Tchê foi considerado o melhor jogador em campo na goleada do São paulo sobre o Galo (Foto: spfc.net)
Com a responsabilidade de substituir Luciano, Tchê Tchê foi considerado o melhor jogador em campo na goleada do São paulo sobre o Galo (Foto: spfc.net)

Após a derrota para o arquirrival Corinthians no domingo passado (13) muita gente duvidou do equilíbrio dos jogadores do São Paulo em um compromisso bem difícil. A resposta veio da melhor maneira possível. Na noite de quarta-feira (16), no Morumbi, o São Paulo recebeu o Atlético-MG, foi melhor que o vice-líder da competição e venceu por 3 a 0, com gols de Igor Gomes, Gabriel Sara e Toró. O duelo aconteceu pela 26ª rodada da Série A. Com o resultado, o Tricolor soma agora 53 pontos. O Galo vem logo atrás, em segundo, com 46 pontos conquistados.

Além do Atlético-MG, o Tricolor paulista está de olho no Flamengo (3º colocado), oito ponto atrás do líder, mas com dois jogos a menos, que enfrentará o Bahia (16º colocado) no domingo no Maracanã. Correm por fora, Palmeiras, Inter e Grêmio (todos com 41 pontos), sendo que o Verdão e o Imortal também têm dois jogos a menos do que o São Paulo.

Por falar em Grêmio, ele será o adversário do Tricolor do Morumbi em uma das semifinais da Copa do Brasil. Na quarta-feira (23), o Tricolor dos Pampas recebe o São Paulo por uma das semifinais do torneio. O jogo de volta está previsto para o dia 30 de dezembro no Morumbi. A exemplo do América-MG, o Tricolor paulista nunca conquistou este título. O vencedor deste duelo garante vaga para a final da Copa do Brasil, que será disputada em jogo único. 

Fluminense perde o foco e é batido pelo Atlético-GO

O Atlético-GO (9º colocado) venceu o Fluminense (7º colocado) na quarta-feira (16), no estádio Antônio Accioly, em jogo válido pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols do Dragão foram marcados por Wellington Rato e pelo goleiro Jean, cobrando pênalti. O atacante Felippe Cardoso diminuiu para o Tricolor do Rio de Janeiro.

Pelo Brasileirão, choque de tricolores, quando o Fluminense receberá o líder São Paulo no dia 26 de dezembro (sábado) tentando reencontrar o caminho da vitória. Já o Atlético-GO só voltará a campo no dia 27 de dezembro (domingo) em confronto com o Grêmio em Porto Alegre.

Bahia dá adeus à Copa Sul-Americana

O Bahia está eliminado da Copa Sul-Americana 2020. Na noite de quarta-feira (16), no estádio Norberto Tomaghello, na Argentina, o Tricolor voltou a ser derrotado pelo Defensa y Justicia, desta vez pelo placar de 1 a 0, gol de Braian Romero. No agregado, a equipe argentina bateu o time baiano por 4 a 2, já que, no jogo da ida, em Salvador, venceu por 3 a 2. O jogo contou com duas expulsões, Rossi para o Bahia e Acevedo para o Defensa y Justicia. O Tricolor de Aço, eliminado  nas quartas de final, era o último representante brasileiro nesta competição.

O sonho de um título internacional não se realizou. Pior ainda, é o pesadelo vivido pelo Bahia no Brasileirão. O time vem de quatro derrotas seguidas, tem a pior defesa do certame, com 42 gols sofridos, e terá como próximo adversário o Flamengo, que tenta diminuir a diferença em relação ao líder, no domingo no Rio de Janeiro no Estádio do Maracanã. Parada indigesta para Mano Menezes e seus comandados.

Lewa levou o troféu!

Robert Lewandowski foi eleito como o melhor jogador do mundo desta temporada (Foto: Bayern de Munique)
Robert Lewandowski foi eleito como o melhor jogador do mundo desta temporada (Foto: Bayern de Munique)

Deu a lógica, por mais estranha que possa parecer essa frase. O centroavante polonês Robert Lewandowski confirmou o favoritismo e foi eleito na quinta-feira (17) o melhor jogador do mundo da temporada 2019/20 pela Fifa. Para ficar com o prêmio, o jogador do Bayern bateu ninguém menos que Messi, do Barcelona, e Cristiano Ronaldo, da Juventus, os maiores de sua geração.

Em seguida, foi a vez dos goleiros. O brasileiro Alisson, do Liverpool, o alemão Manuel Neuer, do Bayern, e o esloveno Oblak, do Atlético de Madrid, concorreram ao prêmio de melhor goleiro. Neuer levou a melhor depois de ter sido campeão de tudo com o Bayern.

O coreano Son, do Tottenham, venceu a disputa do prêmio Puskás – que premia o gol mais bonito -, com os uruguaios Luis Suárez (ex-Barcelona e atualmente no Atlético de Madrid) e Giorgian De Arrascaeta (Flamengo).

O alemão Jurgen Klopp, do Liverpool, ganhou pelo segundo ano consecutivo como o melhor técnico da temporada ao bater Hansi Flick (Bayern) e Marcelo Bielsa (Leeds United).

NBA fortalece sua imagem com um novo posicionamento cada vez mais global

Giannis Antetokounmpo assina o maior contrato da história da NBA
Giannis Antetokounmpo assina o maior contrato da história da NBA

Entre 2010 e 2020, o mercado esportivo teve grandes revelações entre organizações, clubes e marcas, que se destacaram ao longo de uma década como os nomes mais valiosos do segmento, segundo o ranking da Forbes. O que mais chama atenção, no entanto, é a ascensão da NBA e dos times de basquete americanos que ocupam três das cinco primeiras posições – New York Knicks (3º), Los Angeles Lakers (4º) e Golden State Warriors (5º), que estão à frente de equipes de futebol como Real Madrid e Barcelona.

“Temos uma grande participação dos esportes norte-americanos com o Dallas Cowboys e New York Yankees nas primeiras posições, e uma ascensão do basquete que saltou de apenas dois figurantes na lista de 2010 para nove equipes em 2020. Isso mostra que a liga mudou de patamar e é o maior ponto de transformação do esporte na última década”, afirma Pedro Oliveira, cofundador da OutField Consulting, consultoria focada nos negócios do esporte e do entretenimento. Enquanto o futebol americano manteve o maior foco local e segue uma mentalidade mais conservadora, a NBA teve uma abordagem mais global e focada no mundo digital. E isso fez toda a diferença.

Atualmente, a liga americana de basquete se tornou o símbolo máximo de um posicionamento progressista, levantando a bandeira de luta contra o racismo e pela igualdade de gênero. LeBron James, um dos maiores ícones da modalidade, emplaca sua marca através de posturas inabaláveis sobre questões políticas e raciais, se tornando uma das vozes mais influentes do esporte global. Essa nova mentalidade, na qual atletas se mostram como pessoas “reais”, colocando suas opiniões e batendo fortemente em teclas há muito debatidas pela sociedade, fizeram com que a NBA ganhasse uma popularidade global – e consequentemente, marketing.

“A liga e os times também passaram a se familiarizar mais com essas questões, o que traz um novo posicionamento de marca a nível mundial, além de um trabalho de geração de conteúdo e gestão de comunidades globais que se consolidaram como um diferencial competitivo”, destaca Oliveira. Tudo isso culminou na valorização das organizações, tornando a NBA a liga que possui os times mais valiosos dentre as modalidades do top 50 do ranking, com um valor médio de US$ 3,28 bilhões por franquia, além de também ser a que oferece maior liquidez a seus acionistas.

“Nos últimos 10 anos, 14 franquias tiveram uma mudança de controle, ou seja, uma nova gestão com mais visão do todo corporativamente falando e que vem consolidando o basquete também comercialmente”, finaliza. Ao que tudo indica, a NBA promete acender a paixão pela modalidade de uma forma cada vez mais popular, e claro, trazendo com ela novas formas de agir e engajar o público.

Um exemplo da vitalidade desta modalidade foi o contrato de Giannis Antetokounmpo. Foram muitos capítulos de uma novela demorada, mas que chegou ao fim na terça-feira (15). Duas vezes MVP da NBA, Giannis Antetokounmpo acertou a extensão super máxima de contrato com o Milwaukee Bucks. Ele ficará na franquia por mais cinco anos e com um acordo de US$ 228,2 milhões, segundo o especialista Shams Charania, do The Athletic. Este valor salarial, que chega a R$ 1 bilhão e 160 milhões, é o maior da história da NBA.