Papa Francisco faz casamento de comissários de bordo durante voo no Chile

Papa ia de Santiago para Iquique, no norte do país. Porta-voz do Vaticano afirmou que a cerimônia é válida, segundo a Reuters

0
2391
Comissários de bordo se beijam após Papa Francisco celebrar o casamento durante voo (Foto: Vincenzo Pinto/Reuters)
Comissários de bordo se beijam após Papa Francisco celebrar o casamento durante voo (Foto: Vincenzo Pinto/Reuters)

O Papa Francisco fez o casamento de um casal de comissários de bordo durante um voo que ia de Santiago para Iquique, no norte do Chile, nesta quinta-feira (18), segundo a Reuters. Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriga, 41, contaram que já tinham se casado no civil, mas tinham programado o casamento no religioso em uma paróquia em Santiago, que ficou muito danificada no terremoto de 2010. As informações são do G1.

Eles perguntaram se ele abençoaria a união deles, mas o pontífice foi mais além. “Vocês querem que eu faça o casamento de vocês?”, indagou o Papa Francisco. Apesar da surpresa da proposta, os noivos aceitaram e o papa presidiu uma breve cerimônia na parte dianteira do avião. O presidente da companhia Latam, Ignacio Cueto, foi chamado para ser testemunha.

Como em qualquer casamento, Francisco abençoou as alianças e depois pediu a um dos cardeais que o acompanham para preparar a ata do matrimônio para que pudesse ser um evento legal. “Celebrante: Francisco”, lê-se na ata do casamento, preparada por um cardeal, segundo a Efe.

O porta-voz do Vaticano, Greg Burke, afirmou que a cerimônia é válida. “Tudo é oficial”, declarou.

Visita ao Chile

O Papa Francisco celebrou na quinta-feira (18) sua 3ª missa no Chile, desta vez em Playa Lobitos, perto de Iquique, na última etapa de sua visita ao país. Iquique é uma cidade de imigrantes, um dos temas centrais da 6ª visita do Papa à América Latina.

Depois da missa, o santo padre teve um encontro com vítimas da ditadura de Augusto Pinochet (1973-1990) e abençoou uma imagem de Maria, que está localizada em La Tirana, a 70 km de Iquique, como “rainha e mãe” do Chile.