Paridade euro/dólar deve ser “novo normal”, diz especialista

A paridade ocorre pela primeira vez em 20 anos de história

0
342
Especialistas acreditam que a queda do euro em relação ao dólar é fruto do racionamento de energia na Europa (Foto: Criação Petr Kratochvil - Public Domain Pictures)
Especialistas acreditam que a queda do euro em relação ao dólar é fruto do racionamento de energia na Europa (Foto: Criação Petr Kratochvil - Public Domain Pictures)

Pela primeira vez em seus 20 anos de história, o euro teve uma cotação igual à do dólar, na manhã desta terça-feira (12). Normalmente mais valorizado, o euro vem sofrendo quedas e agora está com cotação muito parecida com a do dólar. Então as moedas chegaram à chamada paridade: um dólar americano – moeda dos Estados Unidos – equivale a um euro – moeda utilizada por 19 dos 27 países da União Europeia, a chamada “Zona do euro”. 


Para a economista-chefe da Upon Global Capital, Nicole Kretzmann, a paridade entre euro e dólar deve ser o “novo normal” por algum tempo, por pressões pela queda do euro, de um lado, e alta do dólar do outro: “Temos acompanhado desde a semana passada uma queda abrupta do euro em relação ao dólar americano. Isso tem ocorrido tanto por uma ‘tempestade perfeita’ de fatores que exercem pressão negativa sobre o euro, quanto por fatores mais relacionados aos Estados Unidos, que valorizam o dólar”.


De acordo com a especialista, o fator mais importante na queda do euro é o possível racionamento de energia na Europa, principalmente na Alemanha e na Itália.