Passageiro leva tiros no aeroporto de Miami após dizer que tinha bomba

0
1056

Homem baleado por agente federal não resiste a ferimentos e morre

Um agente federal de segurança aérea disparou contra o passageiro de um vôo da American Airlines durante uma escala em Miami, depois que ele ameaçou explodir uma bomba, nesta quarta-feira (07/12). O homem disse que tinha explosivos na bagagem de mão e sobreviveu aos disparos.

O Departamento de Segurança Interna dos EUA confirmou a ameaça e afirmou que o agente tomou a decisão mais correta ao disparar.

Os tiros não foram dados dentro do avião, mas no finger (passagem suspensa instalada entre o avião e o aeroporto). Durante o incidente, o passageiro conseguiu deixar a aeronave. Os agentes ordenaram que ele parasse, se deitasse no chão e mantivesse as mãos em posição visível. Os disparos ocorreram quando o passageiro fez menção de mexer na bolsa que levava e não atendeu a advertências de afastar as mãos da bagagem.

O vôo 924 da American Airlines procedia de Medellín, na Colômbia, e parara no Aeroporto Internacional de Miami.

Os agentes federais de segurança aérea dos EUA viajam armados em vôos comerciais, com permissão para disparar. Os poderes e o contingente desses agentes aumentaram depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, quando aviões comerciais de passageiros foram usados como mísseis contra Nova York e Washington. Antes, os EUA dispunham de apenas 31 desses agentes. Atualmente, há cerca de 3.400.