Pelo menos 41 pessoas morrem em acidente com avião em Moscou, na Rússia

A companhia Aeroflot divulgou uma lista parcial com os nomes de 37 passageiros sobreviventes. Cinco deles estão hospitalizados, de acordo com a empresa

0
2005
Avião pegou fogo ao fazer pouso de emergência - Reprodução Twitter
Avião pegou fogo ao fazer pouso de emergência - Reprodução Twitter

Pelo menos 41 pessoas morreram no acidente com um avião de passageiros da companhia russa Aeroflot, que fez um pouso de emergência nesse domingo (5) no aeroporto de Sheremetievo, em Moscou, pouco depois de registrar um incêndio a bordo. As informações são da Agência Brasil.

Imagens do canal russo Rossiya-24 mostraram vários passageiros deixando a aeronave em rampas de emergência depois do pouso, enquanto o avião era consumido pelas chamas.

De acordo com a agência Interfax, o avião, modelo Sukhoi Superjet 100, de fabricação russa, transportava 73 passageiros e cinco tripulantes e havia decolado pouco antes do aeroporto de Sheremetievo com destino a Murmansk, cidade localizada no extremo norte do país, acima do Círculo Polar Ártico.

A companhia Aeroflot divulgou uma lista parcial com os nomes de 37 passageiros sobreviventes. Cinco deles estão hospitalizados, de acordo com a empresa. Entre os mortos há pelo menos duas crianças, de acordo com o Comitê de Instrução da Rússia.

Pouco depois da decolagem, às 5:50pm no horário local a tripulação notou um princípio de incêndio na aeronave.

“O avião enviou um sinal de socorro depois de decolar. Iniciou então procedimentos de pouso de emergência, mas não conseguiu pousar na primeira tentativa. Na segunda, o avião chocou o trem de pouso e o nariz na pista e começou a queimar”, disse uma fonte anônima à agência Tass.

O Sukhoi Superjet 100 estreou comercialmente em 2011. Em maio de 2012, o modelo registrou o seu primeiro acidente, quando uma aeronave com 45 ocupantes se chocou contra uma montanha na Indonésia.