Pelo menos 74 imigrantes morreram em naufrágio na costa da Líbia

Até ao momento, 31 corpos foram recuperados e as buscas por outras vítimas prosseguem. Eles tentavam chegar na Itália

0
964
Os sobreviventes resgatados foram levados para terra pela guarda costeira líbia e por pescadores (Foto: AP/Sergi Camara)
Os sobreviventes resgatados foram levados para terra pela guarda costeira e por pescadores (Foto: AP/Sergio Camara)

Pelo menos 74 imigrantes morreram por causa de um naufrágio na costa da Líbia, divulgou nesta quinta-feira (12) a Organização Internacional para as Migrações (OIM), informando ainda 47 pessoas foram salvas.

“Pessoas ligadas à OIM relataram um terrível naufrágio que fez hoje pelo menos 74 mortos ao largo de Khuma, na costa da Líbia”, informou a agência da ONU num comunicado.

Os sobreviventes resgatados foram resgatados pela guarda costeira e por pescadores e levados de volta para a Líbia , de acordo com a OIM. Até ao momento, 31 corpos foram recuperados e “as buscas por outras vítimas prosseguem”, disse a mesma entidade.

Este naufrágio ocorreu na rota do Mediterrâneo Central, encarada como a mais mortal, que sai da Argélia, Tunísia e Líbia em direção à Itália e Malta.

Nos últimos dois dias, 19 pessoas, incluindo duas crianças morreram afogadas após o barco em que estavam afundar nesta mesma rota migratória, informou também a OIM, que especificou que o navio humanitário “Open Arms” da organização não-governamental (ONG) espanhola Proativa Open Arms — o único a operar atualmente no Mediterrâneo Central – salvou um total de 200 pessoas em três operações de resgate.

Desde o início do ano, pelo menos 900 migrantes morreram afogados no Mediterrâneo quando tentavam alcançar às costas europeias. Com informações da agência AFP.