PIB do Brasil cai 0.2% e tem a primeira retração desde 2016

Entre os principais setores, a maior queda foi da indústria (-0,7%), refletindo os desdobramentos do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG)

0
709
Economia cresceu 0,5% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Economia cresceu 0,5% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado (Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

DA REDAÇÃO – O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, caiu 0,2% no primeiro trimestre deste ano, na comparação com o último trimestre de 2018. A queda ocorreu depois de altas de 0,5% no terceiro e de 0,1% no quarto trimestres do ano passado.

Segundo dados divulgados na quinta-feira (30), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a economia brasileira cresceu 0,5% na comparação com o primeiro trimestre do ano passado e 0,9% no acumulado de 12 meses.

Entre os principais setores, a maior queda foi da indústria (-0,7%), impactada principalmente pelo recuo de 6,3% da indústria extrativa, refletindo os desdobramentos do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG). Agropecuária caiu 0,5% na comparação com o trimestre anterior, enquanto os serviços subiram 0,2%.

“Além de Brumadinho, outras barragens também foram paralisadas. Então, essa parte de extração de minério foi muito prejudicada. Além disso, a extração de petróleo e gás também veio no campo negativo”, ressaltou a pesquisadora do IBGE.

Sob ótica da demanda, a queda foi puxada pela formação bruta de capital fixo, isto é, os investimentos, que caíram 1,7% do último trimestre de 2018 para o primeiro trimestre deste ano. As exportações também caíram (-1,9%).

Ao mesmo tempo, os consumos do governo e das famílias cresceram 0,4% e 0,3%, respectivamente. As importações tiveram alta de 0,5%. (Com informações do G1). ν