Polícia alemã ainda não encontrou motorista do caminhão usado no atentado em Berlim

ISIS assume autoria do atentado terrorista que matou 12 e feriu mais de 50

0
2049
Motorista do caminhão usado no ataque ainda está à solta

A policia da Alemanha ainda está à procura do homem que dirigia o caminhão que atropelou e matou 12 pessoas e feriu outras cinquenta num ataque terrorista assumido pelo ISIS, o Estado Islâmico. “Temos um criminoso perigoso à solta”, disseram as autoridades nesta terça (20).

O procurador geral alemão, Peter Frank, confirmou que os investigadores estão tratando o ataque no mercado em frente à Kaiser Wilhelm Memorial Church, em Berlim, como um ato terrorista.

O ISIS, através de seus meios de comunicação, assumiu a responsabilidade pelo massacre e chamou o motorista do caminhão de “um soldado do Estado Islâmico”, uma denominação típica usada quando o agente não recebe ordens diretas do grupo, mas é inspirado por ele.

Um homem que havia sido preso anteriormente, identificado como um paquistanês que chegou no ano passado à Alemanha, foi liberado depois que não foram encotradas evidências que o relacionem com o caso. O homem havia sido preso a partir de descrições das testemunhos que viram o terrorista saltar do caminhão e fugir correndo depois do ataque.

A polícia disse ao jornal alemão Die Welt que pegou o “homem errado” e que o autor do crime “ainda está solto, armado e pode causar mais danos.”

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maiziere, maior autoridade em segurança do país, disse que as autoridades “não tem dúvidas”de que o ataque foi intencional.

O caminhão dirigido pelo terrorista invadiu um mercado lotado em frente ao Kaiser Wilhelm Memorial na tarde de segunda-feira, matando e ferindo moradores e turistas que faziam compras no local.