Polícia prende suspeitos de roubar identidades das vítimas do desabamento de Surfside, FL

Trio usava documentos de pessoas mortas na tragédia para solicitar cartões de crédito e fazer compras em lojas de luxo; eles podem pegar até 30 anos de prisão

0
1723
Autoridades estimam que várias vítimas do desabamento tiveram suas identidades roubadas (foto: NBC Miami)

Duas mulheres e um homem foram presos na manhã desta quarta-feira (8) pelo suposto roubo de identidade de pelo menos cinco pessoas que morreram no desabamento do edifício Champlain Towers South, em Surfside, Flórida.

No total, 98 moradores faleceram na queda no edifício de 12 andares em 24 de junho deste ano.

Os investigadores disseram que Betsy Alejandra Cacho-Medina, 30 anos, Kimberly Michelle Johnson, 34, e Rodney Choute, 38, usaram os documentos das vítimas para fazer compras em lojas de luxo no sul da Flórida.

De acordo com os detetives, os suspeitos obtiveram os nomes e datas de nascimento dos falecidos e usaram as informações para solicitar cartões de crédito e débito ilegalmente.

Em um áudio obtido pelos investigadores, uma mulher entra em contato com um operadora de crédito dizendo ser a sra. Ortiz, sobrevivente do desabamento, solicitando a substituição do seu cartão.

Em seguida, um vídeo de vigilância mostrou Cacho-Medina, uma das presas nesta quarta, no Aventura Mall fazendo compras com o cartão de crédito. Nas imagens, ela usa uma bolsa Versace que também teria sido comprada em nome da vítima.

A prefeita do condado de Miami-Dade, Danielle Levine Cava, classificou os crimes como “uma incrível exploração dos mortos da tragédia”. “É inimaginável para mim e verdadeiramente abominável”, falou a prefeita durante uma coletiva de imprensa com as autoridades policiais.

O trio foi preso sem direito a fiança e enfrenta várias acusações, podendo pegar de 15 a 30 anos de prisão.

As autoridades os consideraram ‘profissionais neste tipo de delito’ e relataram que passaram meses monitorando os suspeitos.

Eles estimam que eles não agiam sozinhos e outras vítimas do desabamento de Surfside também podem ter tido suas identidades roubadas.