Polícia investiga marca de tiro na porta do Consulado-Geral do Brasil em Miami

Consulado está fechado ao público nesta quarta-feira (7) por segurança; ainda não há informações sobre as circunstâncias do ocorrido

0
4644
Funcionários encontraram marca de tiro ao chegarem para trabalhar na manhã de quarta-feira (7)
Funcionários encontraram marca de tiro ao chegarem para trabalhar na manhã de quarta-feira (7)

A polícia de Miami-Dade está investigando uma marca de tiro na porta de entrada do Consulado-Geral do Brasil em Miami, encontrada na manhã desta quarta-feira (7) por funcionários do local. Testemunhas que tinham horários agendados para esta manhã foram informadas sobre o incidente e tiveram que voltar para casa.

A polícia está no local levantando informações, buscando imagens de segurança e ainda não divulgou detalhes sobre a ocorrência.

De acordo com informações do Consulado-Geral, o local está fechado ao público nesta quarta-feira (7) a pedido da polícia e para garantir a segurança dos usuários dos serviços.

Confira nota oficial do Consulado:

Na noite de 6 de março, o vidro de uma das entradas do Consulado-Geral em Miami foi danificado por um projétil de arma de fogo. Naquele momento, o Posto já se encontrava fechado e não houve qualquer risco à segurança do público ou de seus funcionários.

As autoridades policiais de Miami e do Governo federal norte-americano estão investigando o ocorrido para detectar as causas do incidente e buscar identificar os culpados.

São infundadas as informações alarmistas circulando nas redes sociais sobre tiroteio e atentado terrorista.

Em razão das investigações policiais, o Consulado-Geral permanecerá fechado no dia 7 de março. Amanhã, dia 8 de março, o Consulado-Geral será reaberto ao público.

Em coordenação com a Polícia de Miami e com o Departamento de Estado, medidas imediatas de segurança serão adotadas, a partir de amanhã, para assegurar a manutenção do atendimento tranquilo à comunidade.

Adicionalmente, o Consulado-Geral encontra-se em contato com o Ministério das Relações Exteriores no Brasil para a adoção de medidas definitivas de segurança.