Prefeita de Paris propõe lei para repartir imigrantes por toda França

0
1547
A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, concede coletiva de imprensa durante recepção a migrantes e refugiados
A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, concede coletiva de imprensa durante recepção a migrantes e refugiados

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, propôs aos deputados franceses uma lei para acolher imigrantes e para integrar refugiados diante dos problemas de concentração na capital.

No seu texto, de uma dezena de páginas, Hidalgo defendeu a criação de centros humanitários de acolhimento temporário em todo o país, como o que foi aberto no norte de Paris no ano passado.

“Não enfrentamos uma crise migratória, senão uma crise na atenção aos imigrantes”, assegurou a prefeita em uma coletiva de imprensa. Em um dos artigos da sua proposta legislativa, fixa o prazo máximo de tramitação das petições de asilo em seis meses, como quer o Governo.

Em outro, prevê uma melhora no atendimento aos menores, cuja idade seria avaliada pela administração do Estado e não pelos departamentos, como ocorre agora.

A prefeita socialista apostou por aumentar as vagas de acolhimento para solicitantes de asilo de 50 mil em 2018 a 75 mil em 2022, financiadas pelo Estado graças a uma verba orçamental que passaria de 316 milhões de euros em 2018 a 406 milhões de euros em 2022.

A iniciativa de Hidalgo, que qualificou a atual política de integração francesa de “débil”, foi revelada uma semana antes de o governo anunciar uma série de medidas relacionadas com o asilo e com a luta contra a imigração irregular.