Protestos, prisões e quebra-quebra contra Trump em Washington

Polícia prendeu 95 manifestantes e alguns oficiais ficaram feridos por pedras e garrrafas

0
2638
Manifestantes fazem protestos em Washington
Manifestantes fazem protestos em Washington

O dia da posse do presidente Donald Trump foi marcado por uma cerimônia protocolar com toda pompa e circunstância que a ocasião exige, mas fora das cordas de segurança, o dia foi de protestos, quebradeira e prisões.

Alguns policiais foram feridos e 95 manifestantes foram presos depois de quebrarem vidros e vitrines, danificar carros e jogar pedras nos policiais nas proximidades de onde estava sendo realizada a posse de Trump.

“Este foi um incidente isolado se comparado com tudo que está indo muito bem e pacificamente. Muitos americanos vieram de diversas partes do país visitar a cidade neste dia histórico”, disse um policial.

Em alguns momentos, longe do Capitólio, os manifestantes – que se vestiram de preto e cobriram os rostos – amassaram carros e quebraram vidros. Outros, porém, usaram o bom humor e desfilaram pelas ruas com cartazes dizendo “Resistam a Trump, realizem a justiça do clima agora,” e “Palestina livre.”

A polícia interveio, usando spray de pimenta, quando cerca de 100 manifestantes começaram a depredar pequenas lojas e a gritar contra o capitalismo. Alguns ativistas chegaram a jogar tijolos para quebrar as janelas do comércio.

Manifestantes gritaram  para a polícia “Mãos para cima, não atire”, numa referência a um refrão adotado em protestos depois que a polícia matou Michael Brown em 2014 em Ferguson, estado de Missouri. De acordo com a polícia, várias pessoas foram presas sob acusações que incluem tumulto e vandalismo, uma hora antes de Donald Trump tomar posse.

Polícia joga spray de pimenta nos manifestantes
Polícia joga spray de pimenta nos manifestantes