Quase 9 milhões de americanos não receberam o cheque estímulo de $ 1,2 mil, revela auditoria

Um novo prazo para essas pessoas requisitarem o pagamento está sendo discutido

0
1429
Cerca de 2.2 milhões de crianças receberão o benefício, segundo o Center for Law and Social Policy (Foto: Flickr)
Cerca de 2.2 milhões de crianças receberão o benefício, segundo o Center for Law and Social Policy (Foto: Flickr)

Um levantamento realizado pela empresa de auditoria pública Government Accountability Office (GAO), constatou que cerca de 8,7 milhões de pessoas elegíveis para receberem o cheque estímulo de até $1,2 mil por indivíduo pago em abril, ficaram de fora do benefício. O dinheiro foi repassado em parcela única.

O motivo, segundo a GAO, foi o não envio da declaração de impostos requerida pelo Internal Revenue Services (IRS). Para tentar solucionar o problema, a instituição elaborou várias recomendações que serão encaminhadas ao Congresso. Uma delas é a renovação do prazo para os indivíduos que não haviam apresentado a declaração solicitarem os pagamentos até setembro 30. O GAO também recomendou que essas pessoas sejam notificadas.

A falta de “tal informação pode atrapalhar os esforços de divulgação e colocar potencialmente milhões de indivíduos em risco de perder seu pagamento”, disse o GAO em seu relatório. A auditoria apontou, ainda, que dentre as pessoas que não receberam o dinheiro estão milhões de aposentados.

O montante de recursos aportado pelo Congresso para ajudar os cidadãos americanos desde o início pandemia foi $282 bilhões.

Todos os adultos que ganham até $ 75 mil em renda bruta ajustada anualmente tinham direito a $ 1,2 mil. Esse valor diminuiu continuamente para aqueles que ganhavam mais e foi totalmente eliminado para pessoas que ganhavam mais de $ 99 mil. Também foram pagos até $ 500 por criança qualificada.

Além do não pagamento aos indivíduos elegíveis, um relatório anterior do GAO descobriu que quase 1,1 milhão em repasses do auxílio ao coronavírus, totalizando cerca de US $ 1,6 bilhão, foram para pessoas mortas.

Desde então, funcionários do Tesouro disseram que conseguiram recuperar cerca de 70% desse dinheiro.