Quatro acusados de crime de ódio por vídeo publicado no Facebook

No vídeo, pessoas agridem um homem e gritam obscenidades sobre o presidente eleito Donald Trump

0
2615
Dois rapazes e duas moças acusados de crime de ódio

DA REDAÇÃO, COM MIAMI HERALD — Quatro pessoas foram presas em Chicago acusadas de crime de ódio depois que publicaram um vídeo no Facebook agredindo um homem, supostamente com problemas mentais, ao mesmo tempo que gritavam obscenidades sobre o presidente eleito Trump e pessoas brancas.

O vídeo escandalizou a rede social e foi qualificado como “doentio” pelo chefe de polícia de Chicago. As cenas mostram um jovem aterrorizado encolhido em um sofá, com as mãos atadas e a boca amordaçada com fita adesiva.

Uma jovem filma o vídeo enquanto dois outros rapazes se revezam nas agressões, distribuindo socos e pontapés na vítima. À certa altura, um dos rapazes é visto ferindo a cabeça da vítima com uma faca, que começa a sangrar com a ferida. Enquanto agridem, os rapazes gritam “F…. Donald Trump” e “F…. gente branca”.

Durante os 28 minutos do vídeo – a maior parte focada na jovem que filma a cena – o grupo ri, faz piadas e ouve música enquanto a vítima permanece imóvel no chão. Mais ou menos pela metade, alguém diz que o homem “representa Trump” e ameaça colocá-lo na mala de um carro e “por um tijolo no acelerador”.

A promotoria do condado de Cook, Illinois, entrou com uma queixa-crime contra os três autores do video – Jordan Hill, Tesfaye Cooper e Brittany Covington, de 18 anos, e Tanishia Covington, de 24. Jordan Hill é de Carpentersville, Illinois, cidade a cerca de 40 milhas de Chicago, e as outras pessoas vivem em Chicago.